A Lua Chinesa

A China tem um ambicioso programa de exploração da Lua que pode levar os humanos para retornarem para a Lua na próxima década. Como a Apollo fez uma geração atrás, as missões humanas da China estão sendo precedidas por missões orbitais e em breve missões robóticas de pouso na Lua. E agora, sem muito alarde da imprensa em geral, um imenso mapa global da Lua foi lançado com base nas imagens obtidas pela sonda Chang’e 2. Uma ferramenta parecida com o Google Earth permite que todas as áreas dentro do intervalo de +/- 60? de latitude sejam examinadas sob diferentes níveis de detalhe. Num comunicado à imprensa foi dito que esse é o mapa global de maior resolução global da Lua mas não está claro se ele é melhor ou não do que os mosaicos feitos pela câmera WAC da sonda LRO. Outro site (http://159.226.88.59:7779/CE1OutENGWeb/ce1files.jsp) foi lançado                    com mapas topográficos derivados do altímetro laser da sonda Cheng’e 2, e uma bela coleção de imagens como essa da cratera Doerfel S no lado escuro além da Baily. A Doerfel S é uma feição fascinante com grandes depósitos, realmente lagos, de material derretido pelo impacto e um pico central massivo com uma cavidade de cratera perto do cume. Em outros dias isso seria explicado como uma chance de posicionar uma cratera de impacto mas não é muito provável. Uma origem vulcânica para esse pico central  também é improvável  pois nós entendemos muito bem que picos centrais em crateras se formam pelo rebote do material ejetado. Então talvez tenhamos outas explicações para a cavidade. Em Marte e em alguns satélites congelados dos planetas Jovianos, o gelo derrete durante um impacto formador de cratera e o centro do pico central formado colapsa. Mas é muito improvável já que existem camadas enterradas de gelo sob a cratera Doerfel S. Cada missão lunar de cada país diferente fornece novos dados levando a todos nós melhorarmos nosso entendimento e nos dando a possibilidade de levantarmos novas questões.

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/February+8%2C+2012


Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.