JUNO REGISTRA SPRITES EM JÚPITER | SPACE TODAY TV EP2353

ENTRE AGORA NO GRUPO VIP DO SPACE TODAY NO WHATSAPP PARA APROVEITA A MEGA PROMOÇÃO DO CURSO DE ASTRONOMIA NA BLACK HOLE FRIDAY!!! ESTOU ESPERANDO VOCÊ LÁ:

https://spacetoday.com.br/grupovip2020

Na atmosfera do planeta Terra, existe um fenômeno muito interessante, e que, embora a pouco tempo ele fosse complicado de ser detectado e fotografado, com o desenvolvimento da tecnologia fotográfica principalmente, ele ficou mais fácil de ser registrado.

Esse fenômeno é conhecido como sprites, ou espíritos do ar.

O seu nome veio do folclore inglês, e os sprites nada mais são do que fenômenos transitórios luminosos, que são acionados por descargas de raios de tempestades intensas que ocorrem a cerca de 97 km de altura, iluminam todo o céu e duram milissegundos.

No começo do meu canal eu fiz um vídeo sobre os sprites vermelhos que são os tipos mais comuns, ele está aqui para vocês poderem assistir.

Os sprites, lembram uma água-viva, eles têm uma bolha de luz central com cerca ide 50 km de diâmetro e dela saem tentáculos.

Outro fenômeno transiente comum são os ELVES, ou Elfos, que significa, Emissão de Luz e Perturbações em Frequência Muito Baixa, devido a Fonte de Pulsos Eletromagnéticos).

Eles são um disco brilhante que aparece na atmosfera superior da Terra, são muito brilhantes, duram milissegundos e podem ser até maiores que os sprites, com 320 km de diâmetro.

A coloração avermelhada desses fenômenos se dá devido à interação com o nitrogênio na atmosfera superior da Terra.

Da mesma forma que eles aparecem na atmosfera da Terra, os cientistas sempre pensaram que eles poderiam aparecer na atmosfera de outros planetas, como Júpiter.

Mas eles nunca tinham sido observados.

Até que em 2019, quando os pesquisadores trabalhavam com os dados da sonda Juno, adquiridos pelo Ultravioleta Spectrograph, o UVS, eles descobriram algo inesperado, uma brilhante e estreita emissão de ultravioleta que desaparecia como um raio.

Esse instrumento da Juno, foi desenhado para estudar as auroras em Júpiter, mas os pesquisadores começaram a ver outros fenômenos nos dados, e quanto mais eles estudavam os dados, os pesquisadores perceberam que eles tinham na verdade detectado Eventos Luminosos Transientes em Júpiter.

O instrumento UVS da Juno detectou 11 eventos brilhantes de grande escala em regiões onde as tempestades também se formavam.

Os raios, foram descartados, pois os eventos detectados ocorreram cerca de 300 km acima de onde os raios normalmente acontecem em Júpiter.

E o espectro mostrou que os eventos eram dominados pelas emissões de hidrogênio.

Agora que os cientistas já conhecem como esses fenômenos ocorrem em Júpiter, a cada passagem da Juno pelo planeta a cada 53 dias eles tentarão detectar novos eventos.

Comparar os sprites e os Elves detectaddos na Terra, com aqueles detectados em Júpiter, será muito útil para entender como é a atividade elétrica nas atmosferas planetárias.

Quanto mais a atmosfera de um planeta como Júpiter for caracterizada, mais iremos entender sobre o planeta em si.

Fontes:

https://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?feature=7769

https://agupubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1029/2020JE006659

#SPRITES #JUNO #JUPITER

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.