InSight Abre Seus Painéis Solares E Começa a Carregar Sua Baterias em Solo Marciano

O módulo de pouso InSight da NASA mandou sinais para a Terra indicando que seus painéis solares foram abertos e começaram a coletar a luz solar na superfície de Marte. A sonda Mars Odyssey retransmitiu os sinais que foram recebidos na Terra, por volta das 23:30, hora de Brasília, da segunda-feira, dia 26 de Novembro de 2018. A abertura dos painéis solares garante que a sonda pode recarregar suas baterias a cada dia. A Odyssey também transmitiu um par de imagens mostrando o local de pouso da InSight.

“A equipe da InSight pode descansar um pouco mais tranquila essa noite, agora que nós sabemos que os painéis solares do módulo foram abertas e que suas baterias estão sendo recarregadas”, disse tom Hoffman, gerente de projeto da InSight no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena na Califórnia, que lidera a missão. “Foi um dia longo para a equipe. Mas amanhã começa um novo capítulo mais animador ainda para a InSight: as operações de superfície e o início da fase de instalação dos instrumentos científicos”.

Os painéis solares gêmeos da InSight medem cada um 2.2 metros de diâmetro, quando eles estão abertos, o módulo como um todo tem o tamanho de um carro conversível dos anos 1960. A luz do Sol em Marte é mais fraca que na Terra, pelo fato do planeta estar mais distante. Mas o módulo não precisa de muito para operar: os painéis fornecem entre 600 e 700 watts de energia num dia claro, o suficiente para manter os instrumentos funcionando e realizando experimentos científicos no Planeta Vermelho. Mesmo quando a poeira cobrir os painéis, o que é algo comum de acontecer em Marte, eles devem ser capazes de gerar no mínimo, entre 200 e 300 watts.

Os painéis são modelos baseados nos utilizados por outro módulo que pousou em Marte, a Phoenix Mars Lander, também da NASA, embora no caso da InSight eles sejam um pouco maior para fornecer um pouco mais de energia para o módulo que também é maior e para poder suportar as atividades da InSight em Marte por um ano marciano, ou seja, dois anos terrestres.

Nos próximos dias, a equipe irá liberar o braço robótico da InSight e usar a câmera acoplada na sua ponta para fazer fotos do terreno, de modo que os cientistas possam decidir onde irão colocar os instrumentos científicos da InSight. Levará cerca de dois a três meses para que os instrumentos sejam instalados de forma completa e comecem a enviar dados para a Terra.

Nesse tempo, a InSight irá usar seus sensores climáticos e seu magnetômetros para fazer leituras do seu local de pouso na Elysium Planitia, o seu novo lar em Marte.

O JPL gerencia a missão InSight para o Science Mission Directorate da NASA. A InSight é parte do chamado Discovery Program da NASA que é gerenciado pelo Marshall Space Flight Center em Huntsville, no Alabama. A empresa Lockheed Martin em Denver construiu a nave InSight, incluindo o seu estágio de cruzeiro e o seu módulo de pouso, e dá apoio para as operações da missão.

Um grande número de parceiros europeus, incluindo o Centre National d’Études Spatiales, o CNES da França, o Institut de Physique du Globe de Paris, o IPGP e o Centro Aeroespacial Alemão, o DLR, estão apoiando a missão da InSight. O CNES e o IPGP forneceram o Seismic Experiment for Interior Structure, ou SEIS, com uma contribuição significante do Max Planck Institute for Solar System Research, o MPS na Alemanha, o Swiss Institute of Technology, conhecido como ETH, na Suíça, o Imperial college e a Universidade de Oxford no Reino Unido e o JPL. O DLR forneceu o Heat Flow and Physical Properties Package, ou HP3, com contribuições importantes do Space Research Center, CBK, da Academia Polonesa de Ciência e Astronomia na Polônia. O Centro de Astrobiología, o CAB da Espanha, forneceu os sensores de vento.

Para mais informações sobre a InSight, visite:

https://mars.nasa.gov/insight/

Fonte:

https://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?feature=7294
Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.