fbpx

Infográfico Mostra Como Será a Passagem do Asteroide 2012 DA14 Pela Terra Nessa Sexta-Feira, 15 de Fevereiro de 2013

asteroid-2012da14-flyby-130206b-02

observatory_150105Às 1726, hora de Brasília, 1926 GMT, dessa sexta-feira, dia 15 de Fevereiro de 2013, o asteroide 2012 DA14 passará a 27680 quilômetros de distância da Terra. Essa distância, é uma distância menor do que a órbita dos satélites comunicação que normalmente ocupam uma órbita a 35800 km de altura acima do equador terrestre.

O asteroide não atingirá a Terra nessa passagem orbital, mas o asteroide 2012 DA14 tem o tamanho aproximado do objeto que atingiu a Sibéria em 1908, criando o chamado Evento de Tugunska. O asteroide foi descoberto no dia 23 de Fevereiro de 2012 pelo projeto La Sagra Sky Survey.

Com 49 metros de largura, o asteroide é menor que metade do comprimento da Estação Internacional Espacial, a ISS que tem 109 metros de comprimento. Esse asteroide tem o tamanho aproximado de um campo de futebol americano.

Para os observadores do hemisfério norte da Terra, o asteroide passará abaixo do horizonte em grande parte de sua aproximação, mas estará numa posição boa para ser observado depois de sua maior aproximação. O asteroide passará num ângulo com a órbita dos satélites de comunicação de modo que não se espera que ele se choque com esses satélites em nenhum momento.

A atual órbita do asteroide é similar à órbita da Terra, porém é inclinada. O asteroide 2012 DA14 passará duas vezes pela órbita da Terra, mas a passagem de Fevereiro será a maior aproximação em décadas. Devido à sua velocidade relativa de 7.82 km/s a gravidade da Terra irá ejetar o asteroide para uma órbita levemente diferente e mais distante do nosso planeta.

O infográfico acima, feito pelo site space.com mostra detalhes sobre essa passagem do asteroide 2012 DA14 pela Terra.

Fonte:

http://www.space.com/19669-asteroid-2012-da14-earth-flyby-explained-infographic.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo