Índia Testa Com Sucesso O Sistema De Segurança Para Abortar Uma Missão Em Voos Tripulados

Na quinta-feira, dia 5 de Julho de 2018, a Indian Space Research Organisation, ou ISRO, realizou com sucesso o seu Pad Abort Test, ou PAT, marcando assim o primeiro passo para qualificar a tecnologia do Crew Escape System para lançamento de astronautas para o espaço.

“A ISRO realizou uma grande demonstração de tecnologia hoje (5 de Julho de 2018), o primeiro de uma série de testes para qualificar um Crew Escape System, que é uma tecnologia crítica e relevante para o voo de humanos no espaço”, escreveu a própria ISRO em um Press release.

O Crew Escape System é uma medida emergencial para evitar acidentes desenhado para rapidamente levar os astronautas e a sua nave para longe do veículo de lançamento caso ocorra um mal funcionamento do mesmo durante o estágio inicial do lançamento. O PAT que foi realizado nessa quinta-feira, dia 5 de Julho de 2018, é o primeiro de uma série de testes planejados para qualificar esse sistema para o programa espacial humano da Índia.

A ISRO começou o teste às 22:30, hora de Brasília, na quarta-feira, dia 4 de Julho de 2018, no Satish Dhawan Space Centre depois de uma contagem regressiva de 5 horas. Como parte do teste, o Crew Escape System juntamente com uma versão que simulou o módulo de tripulação, pesando cerca de 12.6 toneladas, ganhou os céus impulsionados por 7 motores de combustível sólido especificamente desenhados para essa atividade e atingiram uma altura de 2.7 quilômetros.

Depois disso, o módulo flutuou de volta a Terra com seus paraquedas e pousou a cerca de 2.9 quilômetros da base de lançamento. O teste inteiro durou 259 segundos.

O sucesso do teste dessa quinta-feira, dia 5 de Julho de 2018, foi confirmado pela ISRO num press release, contudo a agência não ofereceu mais detalhes sobre o teste.

“O primeiro test (Pad Abort Test) demonstrou a recuperação com segurança do módulo de tripulação no caso da exigência de ser realizado na plataforma de lançamento”, informou a ISRO.

A agência notou que 3 barcos foram empregados para recuperar o módulo de tripulação. A cápsula continha dados cruciais para o desenvolvimento futuro do Crew Escape System. A ISRO revelou que aproximadamente 300 sensores registraram vários parâmetros de performance da missão durante o voo.

O PAT não é o primeiro teste conduzido pela Índia para executar o seu ambicioso plano de levar o ser humano para a órbita da Terra. Um experimento crítico foi realizado anteriormente, mais precisamente em 18 de Dezembro de 2014, quando a cápsula CARE (Crew Module Atmospheric Re-entry Experiment), demonstrou com sucesso que poderia sobreviver a uma reentrada na atmosfera da Terra.

Fonte:

[http://www.spaceflightinsider.com/organizations/isro/india-conducts-pad-abort-test-for-its-crewed-space-flight-program/]

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.