fbpx

Imagem Mostra a Nebulosa de Orion Observada Pelo Telescópio Espacial Spitzer


Algumas vistas cósmicas excitam a nossa imaginação como a Nebulosa de Orion, um imenso berçário a 1500 anos-luz de distância da Terra. Essa impressionante imagem em cores falsas se espalha por aproximadamente 40 anos-luz através da região e foi construída usando os dados infravermelhos obtidos pelo Telescópio Espacial Spitzer. Comparada com a imagem feita na luz visível, abaixo, a porção mais brilhante da nebulosa está provavelmente centrada nas estrelas jovens, quentes e massivas de Orion, conhecidas como Aglomerado do Trapézio. Mas a imagem infravermelha também detecta as muitas outras protoestrelas que existem na nebulosa de Orion, que ainda estão em processo de formação e que podem ser vistas na imagem acima em tonalidades de vermelho. De fato, os pontos vermelhos ao longo dos filamentos empoeirados à esquerda do brilhante aglomerado inclui a protoestrela catalogada como HOPS 68, recentemente descoberta por ter cristais do mineral silicato olivina dentro de seu envelope protoestelar.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110917.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .