Imagem Espetacular da Mars Express Mostra Uma Frente de Tempestade de Areia Em Marte

A câmera estéreo de alta resolução a bordo da sonda Mars Express da ESA capturou essa impressionante imagem de uma frente de nuvens de poeira, visível na parte direita do frame, perto da calota polar norte de Marte, em Abril de 2018.

Essa foi uma das muitas tempestades de poeira local de pequena escala que foram observadas em Marte nos meses recentes, que está atualmente passando por uma intensa estação de tempestades de areia e que está cobrindo todo o planeta. Uma tempestade muito maior emergiu a sudoeste no final do mês de Maio de 2018 e se desenvolveu se transformando numa tempestade global, circulando todo o planeta.

A intensidade desse grande evento significa que pouca luz do Sol atinge a superfície de Marte, uma situação extrema para o rover Opportunity da NASA que opera em Marte há 15 anos. Devido à tempestade de areia, o rover não está conseguindo recarregar suas baterias e mandar sinais para a Terra, por tudo isso ele foi colocado em modo de hibernação desde meados do mês de Junho de 2018.

As tempestades de poeira em Marte ocorrem regularmente durante o verão no hemisfério sul do planeta, quando ele está mais perto do Sol ao longo de sua órbita elíptica. O aumento da iluminação solar, gera contrastes maiores de temperatura, resultando em movimentos de ar mais intensos que levantam as partículas de poeira da superfície, algumas delas com cerca de 0.01 mm de diâmetro.

As tempestades de poeira em Marte são bem impressionantes, tanto visualmente como essa imagem e também em termos de intensidade e duração de eventos globais que são mais raros, mas elas são geralmente mais fracas se comparado com os furacões na Terra. Marte tem uma pressão atmosférica menor, menos de 1 centésimo da pressão atmosférica na superfície da Terra, e as tempestades marcianas têm uma velocidade de ventos que é normalmente metade da velocidade dos ventos registradas nos furacões da Terra.

A tempestade global atual de Marte tem sido monitorada por cinco módulos orbitais da ESA e da NASA, enquanto que o rover Curiosity está observando a tempestade do solo, já que ele usa uma bateria nuclear como fonte de energia. Entendendo mais sobre como as tempestades globais se formam e se desenvolvem será crítico para futuras missões a Marte que usarão como fonte de energia a energia solar.

Essa imagem colorida foi criada usando os dados do canal nadir, o campo de visão que está alinhado perpendicular à superfície de Marte, e os canais coloridas de alta resolução da câmera estéreo. A resolução da imagem é de aproximadamente 16 metros por pixel e a imagem está centrada nas coordenadas 78 graus norte, 106 graus leste.

A sonda Mars Express é também equipada com a Visual Monitoring Camera que registra imagens diárias do Planeta Vermelho e está fazendo um belo trabalho no monitoramento da tempestade global em Marte.

Créditos: ESA/DLR/FU Berlin, CC BY-SA 3.0 IGO

Fonte:

[http://www.esa.int/Highlights/Week\_In\_Images\_16\_20\_July\_2018]

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.