fbpx

Imagem Diferente da Copernicus Revela Feições Morfológicas Incríveis


Muitas pessoas conhecem a cratera Copernicus na Lua, mas na imagem acima foi possível capturar uma imagem fascinante do terreno da cratera pouco depois do Sol se pôr. A linha vertical de montanhas brilhantes, visível na imagem acima são as Montanhas Carpathians, elas são a continuação dos Apennines e são também consideradas como o anel topográfico da Bacia Imbrium. Montanhas mais baixas dispersas aparecem à esquerda do talude do anel. O contraste com o massivo talude dos Apennines é extremo, e talvez os mares de lava aqui sejam mais espessos enterrando mais do material ejetado. O terceiro elemento morfológico é o material ejetado da cratera Copernicus, que é mais espesso no anel da cratera. Estudos sugerem que metade da altura do anel da cratera se deve ao material ejetado que caiu de volta na região, e além do anel a espessura do anel afina com a distância. Você pode ver que aqui e também que o material ejetado da Copernicus cobre a borda externa do material ejetado da Reinhold na parte mais a esquerda da imagem, provando desse modo que a cratera Copernicus é mais nova. Finalmente pode-se ver no mínimo 10 domos vulcânicos incluindo alguns difíceis de serem observados nas imagens tradicionais obtidas da Copernicus.

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/September+1%2C+2011


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .