fbpx

Imagem da ISS Mostra Uma Aurora Boreal e As Luzes Das Cidades Do Meio Oeste Americano Iluminando a Noite


Quando observado da Estação Espacial Internacional, a ISS, o céu noturno é iluminado com luzes de diferentes fontes. Por exemplo, o meio oeste americano apresenta uma aparência noturna não muito diferente de uma colcha de retalhos quando visto da órbita da Terra.

A luz artificial das aglomerações humanas aparecem com um brilho característico amarelo. A luz verde de uma aurora boreal também brilha com destaque nessa imagem, mesmo parecendo estar acontecendo no Canadá. Um pequeno pedaço branco de luz é que que com certeza raios de uma tempestade que está acontecendo na costa leste, parte superior direita da imagem. Parte da ISS também aparece cruzando a parte superior da imagem.

Essa fotografia feita por um astronauta a bordo da ISS destaca a área metropolitana de Chicago, como sendo o maior aglomerado de luzes, perto da porção escura do Lago Michigan. As outras grandes áreas metropolitanas são St. Louis, Minneapolis – St. Paul e Omaha – a região de Council Bluffs no Nebraska. A costa nordeste localiza-se um pouco além das Montanhas Apalaches, uma região escura sem a presença de grandes cidades.

O aglomerado das luzes das cidades nos dá imediatamente o tamanho relativo das mesmas. As pessoas que estudam demografia estão usando imagens noturnas como essas para fazer estimativa sobre a população das cidades, especialmente em um mundo em desenvolvimento, onde o crescimento pode ser rápido.

O senso da escala muda de maneira significante em imagens oblíquas. Por exemplo, a cidade de Des Moines, localiza-se a 200 quilômetros de Omaha e a 375 quilômetros de Minneapolis, porém as distâncias parecem as mesmas nessa imagem.

Além das grandes áreas metropolitanas, o layout retangular, alinhado norte-sul e leste-oeste das cidades é claramente visível na parte inferior esquerda da imagem. Esse padrão imediatamente nos dá o senso da orientação norte, em direção ao canto superior esquerdo da imagem. Esse padrão é algo característico dos EUA e ajuda muito os astronautas a bordo da ISS para rapidamente identificarem onde se encontram.

Em contraste com o padrão regular das cidades, as estradas interestaduais cobrem St. Louis, Chicago e outras grandes cidades, como se fossem raios de um pneu de bicicleta ao redor de um ponto central. Os rios, feições facilmente visíveis durante o dia, tornam-se quase que impossíveis de serem observados durante a noite. O curso do rio Mississippi aparece como uma zona mandante de Minneapolis passando por St. Louis e continuando até o canto inferior direito.

Essa imagem faz parte de uma longa série de imagens que estão sendo convertidas em um vídeo que nos dará a sensação do sobrevoo da ISS pelo meio oeste americano durante a noite.

Fonte:

http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=76201


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .