Hubble Finaliza o Ano Com Imagem Espetacular do Aglomerado Globular de Estrelas Messier 79

O objeto Messier 79, também conhecido como NGC 1904, está localizado a cerca de 41000 anos-luz de distância da Terra, na constelação de Lepus.

O aglomerado foi descoberto pelo astrônomo francês Pierre Méchain em 26 de Outubro de 1780.

Méchain reportou a descoberta para o astrônomo francês Charles Messier, que o incluiu em seu catálogo de objetos não cometários.

Aproximadamente 4 anos depois, usando um telescópio maior do que o de Charles Messier, o astrônomo britânico William Herschel conseguiu resolver as estrelas no Messier 79, e o descreveu como um aglomerado globular estelar.

O Messier 79 tem aproximadamente 11.7 bilhões de anos de vida.

Ele contém cerca de 150000 estrelas empacotadas numa área que mede somente 118 anos-luz de diâmetro.

Ele localiza-se a cerca de 60000 anos-luz do centro da Via Láctea, no hemisfério oposto.

Essa localização é um pouco incomum para os aglomerados globulares, e uma ideia para a localização aglomerado é que sua vizinhança pode conter uma densidade de estrelas mais alta do que a média.

Outra possibilidade é que o Messier 79 pode ter se formado em uma galáxia anã que se fundiu com a Via Láctea.

Na imagem do Hubble, as estrelas parecidas com o Sol aparecem na coloração amarelada.

As estrelas avermelhadas são gigantes brilhantes que representam o estágio final da vida das estrelas.

A maior parte das estrelas azuis observadas no aglomerado são estrelas mais velhas que estão queimando hélio.

Essas estrelas azuis brilhantes exauriram seu combustível de hidrogênio e estão agora fundindo hélio em seus núcleos.

As estrelas azuis mais apagadas são as chamadas “blue stragglers”.

Essas estrelas pouco comuns brilham na luz azul, imitando em aparência as estrelas jovens e quentes.

As blue stragglers se formam pela fusão de estrelas em um sistema binário, ou pela colisão de duas estrelas não relacionadas no núcleo do Messier 79.

Fonte:

http://www.sci-news.com/astronomy/hubble-globular-star-cluster-messier-79-05531.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.