fbpx

Herschel Faz Imagem Espetacular da Nebulosa do Casulo

Nessa impressionante paisagem infravermelha do céu que mostra nuvens interestelares a deriva na constelação de Cygnus, o olho representa a Nebulosa Cocoon, ou Nebulosa do Casulo. Também conhecida como IC 5146, a região de formação de estrelas empoeirada é mostrada em tonalidades de azul na imagem em falsa cor obtida pelo Observatório Espacial Herschel, que fez essa imagem em comprimentos de onda que são mais de 100 vezes maiores do que o comprimento de onda responsável pela luz vermelha no espectro visível. Enquanto essa mesma imagem feita na luz visível mostra a Nebulosa do Casulo no fim da longa nebulosa escura Barnard 168, como pode-se observar na imagem abaixo, a visão infravermelha do Herschel encontra o casulo cósmico cortando um rastro de nuvens em forma de filamentos de poeira brilhante. Os filamentos empoeirados possuem larguras que sugerem que eles são formados por meio de ondas de choque de explosões de estrelas que viajam através do meio, varrendo e comprimindo o gás e a poeira interestelar, uma imagem detalhada dos filamentos é mostrada abaixo e no final desse post pode-se encontrar um artigo técnico que discute exatamente a caracterização desses filamentos. Os dados do Herschel também indicam estrelas se formando ao longo dos filamentos empoeirados. A Nebulosa do Casulo possui 15 anos-luz de largura e está localizada a aproximadamente 4000 anos-luz de distância da Terra.

Detalhe da construção do espelho do Herschel.
Imagem detalhada dos filamentos nas imediações da Nebulosa do Casulo.

Nebulosa do Casulo fotografada na luz visível.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110819.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .