fbpx

Herschel Descobre Que Chuva Gerada Por Encélado Cai Em Saturno

O Observatório Espacial Herschel da ESA tem mostrado que a água expelida da lua Encélado forma um gigantesco toros de vapor d’água ao redor de Saturno. A descoberta resolve um mistério de 14 anos na identificação da fonte de água encontrada na parte superior da atmosfera de Saturno.

Os últimos resultados do Herschel mostram que Encélado é a única lua no Sistema Solar conhecida por influenciar a composição química do planeta que a hospeda.

Encélado expele por volta de 250 kg de vapor d’água por segundo por meio de uma coleção de jatos localizados na sua região polar sul conhecidos como Listras de Tigres pelo fato de apresentarem marcas distintas na superfície.

Essas observações cruciais revelam que a água cria um toros de vapor ao redor do planeta dos anéis.

A largura total desse toros é mais de 10 vezes o raio de Saturno, e possui uma espessura de aproximadamente um raio de Saturno. Encélado orbita o planeta a uma distância equivalente a quatro raios de Saturno, alimentando esse toros com os jatos de água.

Apesar do enorme tamanho, esse toros tem escapado da detecção até agora, pois o vapor d’água é transparente à luz visível, mas não à luz infravermelha que é identificada pelo Herschel.

A atmosfera de Saturno é conhecida por conter traços de gases de água em suas camadas mais profundas. Um enigma particular tem sido a presença da água nas camadas superiores da atmosfera.

Relatada primeiramente em 1997 por uma equipe da ESA usando um Observatório Espacial Infravermelho, a fonte dessa água era desconhecida até o momento. Modelos computacionais das últimas observações feitas com o Herschel mostram que em torno de 3 a 5% da água expelida por Encélado termina caindo em Saturno.

“Não existe nenhuma analogia com esse mecanismo na Terra”, disse Paul Hartogh, do Max-Planck-Institut für Sonnesystemforschung, Katlenburg-Lindau, Alemanha, que liderou a colaboração na análise dos resultados.

“Nenhuma quantidade significante de água  entra na nossa atmosfera vinda do espaço. Essa é uma característica única de Saturno”.

Embora a maior parte da água expelida por Encélado se perca no espaço, se congele nos anéis ou talvez caia em outras luas de Saturno, a pequena fração que cai no planeta é suficiente para explicar a água observada nas camadas superiores de sua atmosfera.

Esse fenômeno também é responsável pela produção de compostos baseados em oxigênio adicionais como o dióxido de carbono.

No final do processo, já no planeta, a água das camadas superiores da atmosfera é transportada para os níveis mais baixos, onde se condensará mas as quantidades são tão pequenas que as nuvens resultantes desse processo não são observáveis.

“O Herschel tem provado ser excelente novamente. Essas observações somente são possíveis com o Herschel”, disse Göran Pilbart, Cientista de Projeto do Herschel da ESA.

“O Observatório Espacial Infravermelho da ESA descobriu vapor d’água na atmosfera de Saturno. Então a missão da NASA e ESA, Cassini/Huygens descobriu os jatos de Encélado. Agora o Herschel mostrou como essas observações estão relacionadas”.

Fonte:

http://www.esa.int/esaCP/SEMNGHFTFQG_index_0.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .