fbpx

Hematita é Identificada Pela Câmera HiRISE na Região de Capri Chasma em Marte

Grosseiramente a hematita cristalina cinza é um óxido de ferro (Fe2O3) e foi inicialmente descoberta em Marte a partir do instrumento TES (Thermal Emission Spectrometer). O TES detectou hematita cinza nessa área da Capri Chasma, uma das grandes depressões que fazem parte do complexo sistema de cânions do Valles Marineris.

Essa imagem feita pela câmera HiRISE mostra unidades com tonalidades claras abaixo de mantos de material mais escuro. No local de pouso da sonda Opportunity em Meridiani Planum, o mesmo tipo cinza de hematita foi encontrado em glóbulos de tamanhos milimétricos que foram alterados do sulfato presente nos afloramentos e tornaram-se concentrados juntamente com a parte superior do solo de Marte.

É bem provável que o mesmo processo aconteceu aqui em Capri com os grãos de hematita se formando nos sulfatos de tonalidade clara e então sendo erodidos e concentrando no manto de solo mais escuro.

Fonte:

http://hirise.lpl.arizona.edu/ESP_023331_1670

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .