fbpx

Gotas D’Água, Margaridas e Zangões: Uma Aula de Óptica no Reino Animal e Vegetal

A foto acima fornece uma bela demonstração do comportamento físico da luz em gotas de água, bem como a atração das moléculas de água pelas moléculas de plantas e vice e versa. Nesse caso, a gota líquida cai devido a uma chuva ou um orvalho. Uma gota de um líquido se comporta como uma simples lente, como uma câmera. Assim sendo, a imagem refratada é invertida quando vista através da gota. de alguma forma, algumas abelhas, como o zangão mostrado na figura acima entendem perfeitamente essa verdadeira sala de espelhos e são capazes de extrair o néctar das margaridas. 

Pode-se notar os diferentes ângulos de contato das gotas nas superfícies das plantas. Em alguns lugares a cúticula das plantas é encerada e o contato tem um ângulo próximo de 90 graus, ou seja, as moléculas da gota são atraídas de forma fraca pelas moléculas da superfície da planta, em outras lugares onde a água umedece a superfície, por exemplo, o ângulo de contato é próximo de zero graus. A molhabibilidade tem um papel importante na atração entre dois materiais e é responsável pelos efeitos de capilaridade. A foto acima foi feita durante o último verão em San Francisco na Califórnia.

Fonte:

http://epod.usra.edu/blog/2012/05/water-drops-daisies-and-bumblebees.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .