Forte Ciclone Extra Tropical Varre o Meio Oeste Americano

A tempestade que varreu a parte central dos Estados Unidos em 26 e 27 de Outubro de 2010, foi memorável para aqueles que tiveram a experiência de experimentar tal fenômeno, pois puderam ver ventos fortes, chuva, granizo e tornados. Os meteorologistas ficaram animados sobre a tempestade pois registraram a mais baixa pressão já medida, não associada com furacões na parte continental dos EUA. Às 5:13 p.m. CDT, a estação meteorológica de Bigfork em Minnesota registrou 955.2 milibares (28.21 polegadas de pressão). A pressão é um indicador da força da tempestade e a sua medida corresponde a uma pressão semelhante àquelas identificadas em furacões de Categoria 3.

Essa imagem aqui reproduzida foi feita pelo satélite GOES em 26 de Outubro de 2010, e mostra o sistema de tempestade circulando ao redor de uma área de pressão extremamente baixa. Esses ciclones extra tropicais se formam sobre os EUA durante a primavera e o outono, quando as diferenças de temperatura entre a porção norte e sul do país são enormes. O ar quente de alta pressão se choca com o ar mais frio de baixa pressão do norte. Devido a rotação da Terra, o ar se move circulando a área de baixa pressão criando o ciclone que é mostrado na imagem. A intensidade da tempestade é determinada pela diferença de pressão entre a porção central e as bordas. Pressões extremamente baixas no centro da tempestade, são indicadores de que a tempestade foi muito intensa.

A animação também apresentada aqui mostra a tempestade começando a se desenvolver em 25 de Outubro de 2010 e chegando até 27 de Outubro de 2010. O ciclone se formou rapidamente em 26 de Outubro de 2010 e desenvolveu uma forma de vírgula distinta à medida que o dia seguia. A tempestade se desenvolveu tão rápido de fato que ela é classificada como uma bomba, ou seja, uma tempestade que se desenvolve de forma extremamente rápida, com a pressão caindo um milibar por hora em 24 horas, o que é mais comum de acontecer com sistemas formados sobre a água do que aqueles formados sobre a terra.

A tempestade também foi enorme. Acredita-se que a área de baixa pressão é centrada sobre a porção Superior do Meio Oeste Americano e alcança desde o Golfo do México até o Canadá, e das Montanhas Rochosas até o Oceano Atlântico.

Ciclones extra tropicais trazem consigo um conjunto de fenômenos climáticos, incluindo ventos fortes, chuva, granizo e tornados, e esse ciclone trouxe consigo todos esses fenômenos. Entre 26 e 27 de Outubro de 2010, os ventos chegaram a mais de 78 milhas por hora em Michigan, com ventos altos através do Meio Oeste. O National Weather Service relatou 61 tornados em dois dias. Grande quantidade de neve também caiu sobre o norte dos EUA durante esse período.

[youtube width=”800″ height=”666″]http://www.youtube.com/watch?v=MCLb9qbNkLM[/youtube]

Fonte:

http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=46662

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo