fbpx

Fluxos de Material Escuro São Identificados em Cratera na Lua


A imagem acima mostra uma pequena cratera degrada com 400 metros de diâmetro que parece ter sido inundada parcialmente por um fluxo de material de baixa refletância. Essa cratera é encontrada a 1.5 km ao Sul do anel Sul da cratera Doppelmayer J. Que tem 5.68 km de diâmetro, e fica localizada no Mare Humorum. A porção rica em detritos na imagem corresponde à base de uma cratera sem nome. Seguindo o talude da cavidade dessa pequena cratera, o material de baixa refletância parece ter fluido na direção sudeste. A borda distal desse depósito escuro está no topo de alguns pedaços de rochas, indicando que uma cratera pequena existiu ali antes da colocação do material escuro. O que é esse material e de onde ele veio são questões pertinentes a essa imagem.

Uma provável resposta é que um fluxo de material derretido por impacto da cratera Doppelmayer J invadiu essa cratera. Contudo, os depósitos não têm nenhuma fratura ou nenhuma linha de fluxo, feições típicas de fluxo de material derretido por impacto. Talvez um longo período de exposição ao bombardeamento de micro meteoritos tenha degradado a textura original da superfície escondendo a verdadeira origem desse depósito.


Fonte:

http://lroc.sese.asu.edu/news/index.php?/archives/560-Dark-Material-Flows.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.