Ferramenta Permite Construir Seções Topográficas em Imagens da Lua

Será que as ranhuras, ou canais encontrados na Lua, fluem pelos taludes abaixo? Sim, ou melhor, pelo menos o mostrado na imagem acima, sim. Usando uma nova capacidade disponível dentro do Lunar Reconnaissance Orbiter ACT-REACT Quick Map, você pode agora medir seções topográficas em qualquer lugar da Lua. Você pode então passar horas explorando os locais altos e baixos da Lua com a nova ferramenta. Na imagem acima o que vemos é o canal sinuoso a norte da Prinz que começa numa cavidade dentro de outra cavidade chamada de Vera e se estende por 81 km ao norte. A seção topográfica mostra que na verdade esse canal flui talude abaixo. No gráfico da seção topográfica mostrado, pode-se ver escrito em a sigla CSV, ao clicar nessa opção você consegue recuperar uma tabela com todas as profundidades calculadas pelo altímetro laser da sonda LRO, o LOLA, a cada 200 metros ao longo do traço escolhido. Assim, nesse caso, pode-se ver que de uma distância de 14.09 km até 81.67 km a distância diminuiu de 646 m, para uma queda de 1 km em 100 km. Isso parece ser um talude baixo, mas as lavas lunares eram muito fluidas de modo que elas podiam fluir por longos trechos ao longo de taludes relativamente rasos. Usando esses dados precisos do LOLA será possível comparar a sinuosidade dos canais, ou seja, quantas vezes eles mudam de direção em 100 km, com seu talude. Taludes íngremes devem produzir poucas mudanças, e os rasos mais dessas mudanças de direção. Existem outras capacidades com esse novo Quick Map, mas vamos continuar falando da seção de altimetria. A Bliss tem 3 km de profundidade e a Plato tem somente metade disso. O interior da Plato é aproximadamente 500 metros mais alto do que as lavas que inundaram o Mare Imbrium e as da Cassini são cerca de 300 metros mais altas, enquanto que o interior da Archimedes é aproximadamente 300 metros mais baixo que o mar próximo. Não perca todo o seu sábado com isso, mas agora você sabe que precisando a ferramenta está lá a disposição para junto das feições lunares incluir uma seção topográfica.

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/March+17%2C+2012

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.