ExoMars Manda a Primeira Imagem de Marte Feita de Sua Nova Órbita

O módulo orbital Trace Gas Orbiter da missão ExoMars mandou a primeira imagem do Planeta Vermelho feita de sua nova órbita.

A sonda chegou na sua órbita quase circular a 400 km de altitude a algumas semanas atrás, para começar a sua missão principal que é procurar por gases que podem estar ligados a uma atividade geológica ou biológica em Marte.

O Colour and Stereo Surface Imaging System do modulo orbital, também conhecido como CaSSIS, fez essa bela imagem que mostra parte de uma cratera de impacto, lembrando que a imagem foi feita durante o período de teste do equipamento. A câmera foi ativada em 20 de Março e foi testada para então começar a sua missão principal no dia 28 de Abril de 2018.

“Nós transmitimos um novo software para o instrumento no início da fase de testes e depois de alguns pequenos problemas, o instrumento está em bom estado e pronto para o trabalho”, disse o principal pesquisador da câmera, Nicholas Thomas da Universidade de Bern, na Suíça.

A imagem mostra um segmento com 40 km de comprimento da Cratera Korolev, localizada nas altas latitudes norte do planeta. O material brilhante no anel da cratera é gelo.

“Nós estamos muito satisfeitos em ver o quão boa está essa imagem que foi feita numa condição de iluminação não muito boa”, disse Antoine Pommerol, um membro da equipe científica do CaSSIS que trabalhou na calibração dos dados. “Isso mostra que o CaSSIS pode fazer grandes contribuiçòes para estudos de dióxido de carbono e sobre o ciclo da água em Marte”.

A imagem final é o resultado da integração de três imagens feitas em diferentes cores e que foram adquiridas quase que simultaneamente no dia 15 de Abril de 2018.

“Nós estamos quase que com o processo de produção de imagem totalmente automático”, disse Nick. “Uma vez que atingirmos isso, nós poderemos distribuir os dados rapidamente para que a comunidade científica possa analisa-los”.

A equipe também planeja fazer lançamento público regulares dos dados.

A câmera do módulo orbital é um dos 4 instrumentos da sonda Trace Gas Orbiter, ou TGO, que também possui dois conjuntos de espectrômetros e um detector de nêutrons.

Os espectrômetros começaram sua missão científica em 21 de Abril de 2018, com a sonda dando a primeira “cheirada” na atmosfera marciana. Na realidade, essa cheirada, nada mais é que os espectrômetros observando como as moléculas na atmosfera absorvem a luz do Sol: cada molécula absorve de uma maneira única, o que revela a sua assinatura química, ou seja, sua composição química.

Um longo período de coleta de dados será necessário para que se possa observar os detalhes, especialmente os particularmente raros, ou até mesmo aqueles ingredientes na atmosfera de Marte que nem foram descobertos ainda. Os gases traços, como o próprio nome já diz, estão presentes em quantidades ínfimas, ou seja, menos de 1% do volume da atmosfera do planeta. Em particular, a sonda TGO irá procurar por evidências de metano e outros gases que poderiam ser uma assinatura de uma atividade biológica ou geológica.

A câmera irá eventualmente ajudar a caracterizar as feições na superfície que estão relacionadas com as fontes do gases traços.

“Nós estamos animados para finalmente começar a coletar dados de Marte com essa sonda fenomenal”, disse Hakan Svedhem, cientista de projeto da TGO da ESA. “As imagens de teste que nós vimos certamente colocou a barra lá em cima”.

O programa ExoMars é uma parceria entre a ESA e a ROSCOSMOS. A sonda Trace Gas Orbiter é a primeira das duas missões do programa, a segunda está programada para ser lançada em 2020 e será um rover e uma plataforma de ciência que ficará na superfície do planeta. A TGO irá agir como um relay de comunicação para ambas. Ela provou sua capacidade na última semana funcionando pela primeira vez como relay de comunicação com o rover Curiosity da NASA, destacando a cooperação entre a NASA e a ESA para manter uma infraestrutura de comunicação ao redor de Marte para as futuras missões.

Fonte:

http://www.esa.int/Our_Activities/Space_Science/ExoMars/ExoMars_returns_first_images_from_new_orbit

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.