Escudo de Calor É Instalado Na Sonda Parker Solar Probe

O lançamento da sonda Parker Solar Probe, a missão quer irá chegar mais perto do Sol do que qualquer outro objeto já construído pelo homem, se aproxima rapidamente, e no dia 27 de Junho de 2018, o escudo de calor da Parker Solar Probe, chamado de Thermal Protection System, ou TPS, foi instalado na sonda.

Uma missão que esperou 60 anos para ser realizada, a Parker Solar Probe irá fazer uma jornada histórica para a coroa do Sol, uma região da atmosfera solar. Com a ajuda desse revolucionário escudo de calor, agora permanentemente acoplado à sonda em preparação para ser lançada em Agosto de 2018, a órbita da sonda irá levá-la para uma distância de 4 milhões de milhas da superfície quente do Sol, onde ela irá coletar dados sem precedentes sobre o funcionamento da parte interna da coroa.

O escudo de calor com seus 8 pés de diâmetro irá garantir a segurança de todos os equipamentos da nave, criando sua própria sombra. No ponto mais próximo do Sol o escudo de calor da Parker Solar Probe irá atingir aproximadamente 2500 graus Fahrenheit, mas a sonda e seus instrumentos irão se manter numa temperatura relativamente confortável de 85 graus Fahrenheit.

O escudo de calor é feito de dois painéis de de composto de carbono super-aquecido, criando uma espécie de sanduíche de um material também de carbono com 4.5 polegadas de espessura. O lado do escudo de calor que irá ficar voltado para o Sol também recebeu o tratamento com uma cobertura especialmente formulada para refletir o máximo possível de energia do Sol para longe da sonda.

Só o escudo de calor pesa cerca de 160 libras, aqui na Terra, a parte interna do escudo é 97% de ar. Pelo fato da Parker Solar Probe viajar muito rápido, cerca de 430 mil milhas por hora no seu ponto de maior aproximação do Sol, o escudo e a sonda precisam ser o mais leve possível para permitir que o conjunto atinja essa velocidade.

A reinstalação do Thermal Protection System, que foi brevemente instalado na sonda durante os testes no Johns Hopkins Applied Physics Lab em Laurel, Maryland em 2017, marca a primeira vez em meses que a Parker Solar Probe aparece totalmente integrada. O escudo de calor e o resto da sonda foram testados e avaliados de forma separada no Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt, Maryland, antes de ser enviado para o Astrotech Space Operations em Titusville, Flórida, em Abril de 2018. Com a recente reunificação, a Parker Solar Probe fica ainda mais perto de ser lançada e mais perto do Sol.

A Parker Solar Probe é parte do Living With a Star Program da NASA, ou LWS, para explorar aspectos do sistema Terra-Sol, que diretamente afeta nossa vida e a nossa sociedade. O LWS é gerenciado pelo Goddard para a Heliophysics Division do Science Mission Directorate da NASA em Washington, DC. O Johns Hopkins Applied Physics Laboratory gerencia a missão da Parker Solar Probe para a NASA. O APL desenhou e construiu a sonda e irá operar a sonda.

Fonte:

[https://www.nasa.gov/feature/goddard/2018/cutting-edge-heat-shield-installed-on-nasa-s-parker-solar-probe]

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.