fbpx
28 de novembro de 2021

Elon Musk Pensa Grande E Quer Usar Starship Para Colonizar Marte

Elon Musk, continua pensando grande, e quando o assunto é a sua nova espaçonave, a Starship da SpaceX, aí que ele não economiza mesmo e pensa gigante.

A ideia do Elon Musk é simples, fazer com que 1000 Starships partam para Marte, a cada 26 meses. Sabe por que 26 meses? Porque é o período que leva para Marte ficar na melhor posição para um lançamento, o período chamado de oposição. Então, Musk quer aproveitar esse período e lançar suas naves para Marte.

Na última quinta-feira, dia 16 de Janeiro de 2020, Elon Musk falou no Twitter sobre seu plano mirabolante.

A arquitetura da Starship consiste de uma grande nave chamada de Starship, que, de acordo com Musk, será capaz de carregar até 100 pessoas e um foguete gigantesco chamado de Super Heavy. Os dois serão reutilizáveis. Na verdade, a rápida e frequente reutilização da Starship é o fundamento da visão do Musk, o resultado disso é realizar um corte gigantesco nos custos de modo que a tão falada colonização de Marte seja possível.

Mas o que seria reutilizar com frequência a nave, isso pode causar alguma confusão. Bem, em um dos tweets, Musk, escreveu que o objetivo é lançar cada veículo Starship, três vezes por dia, em média. Cada Starship, será capaz de carregar cerca de 100 toneladas de carga para a órbita, então, nessa taxa de voos, cada veículo levará 100 mil toneladas anualmente para o espaço.

E não será somente uma Starship. Se tudo correr de acordo com os planos de Musk, ele quer construir 100 Starships por ano, 1000 em 10 anos, ou seja, 100 megatons de carga por ano, ou ainda cerca de 100 mil pessoas a cada 26 meses viajando entre a Terra e Marte, escreveu ele em outro tweet.

A ideia é fazer todas as viagens na janela de oposição. Serão 1000 naves partindo durante um período de 30 dias a cada 26 meses. De acordo com o próprio Musk, a ideia é que a Starship fique ativa, ou seja, tenha uma vida operacional de 20 a 30 anos. Musk pretende com toda essa atividade estabelecer uma colonização sustentável no Planeta Vermelho. Isso faria a humanidade ser uma espécie multiplanetária. Isso lembra muito o que ele sempre falou desde que fundou a SpaceX em 2002, depois deu uma parada, mas agora volta a falar sobre isso.

Em 2007, Musk disse que a arquitetura da Starship, que na época se chamava Interplanetary Transport System, poderia potencialmente permitir que cerca de 1 milhão de pessoas fossem para Marte em 50 ou 100 anos. Ele está trabalhando com esse objetivo.

O Super Heavy não vai para Marte, ele será um foguete enorme que será necessário para tirar a Starship da força gravitacional da Terra. A Starship, nave de passageiros será capaz de decolar da Lua ou de Marte, já que os dois objetos são bem menores do que a Terra e por isso possuem uma gravidade menor, permitindo que a nave possa decolar sozinha.

A SpaceX está atualmente construindo a primeira Starship, chamada de SN1, nas instalações em Boca Chica no Texas. Musk mostrou no twitter também, técnicos da SpaceX trabalhando no tanque de oxigênio líquido e no cone do nariz da nave, as coisas parecem estar avançando.

A Starship deve estar pronto e fazer seu primeiro voo de teste em breve. Os representantes da SpaceX dizem que as primeiras missões operacionais do veículo, que devem ser para lançar satélites de comunicação deve acontecer em 2021. E nunca se esqueçam que uma viagem tripulada da Starship já está comprada, lembram do bilionário japonês, o Yusaku Maezawa, então, ele quer dar uma volta na Lua e voltar para a Terra, a bordo da nave do Elon Musk em 2023. Vamos aguardar!!

Fonte:

https://www.space.com/elon-musk-starship-spacex-flights-mars-colony.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo