fbpx

Conhecendo Melhor o Módulo de Serviço Orion

719827main_Orion_Arrays_946

observatory_150105A imagem acima, na verdade é uma concepção artística do Módulo de Serviço Orion e foi apresentado hoje, dia 16 de Janeiro de 2013. Quando a nave espacial Orion for lançada no topo do foguete Space Launch System da NASA, em 2017, acoplada estará o módulo de serviço fornecido pela ESA, a verdadeira força motriz que dará energia e irá impulsionar a nave Orion.

A Orion será a nave espacial mais avançada já desenhada e levará os astronautas até pontos mais longe do espaço do que homem jamais foi. Ela irá sustentar os astronautas durante as viagens espaciais e fornecerá a eles uma reentrada segura desde o espaço profundo além de ter a capacidade de abortar a missão de forma emergencial. A nave Orion será lançada pelo Space Launch System da NASA, ou SL, um foguete de combustível pesado que dará uma capacidade inteiramente nova para a exploração humana além da órbita baixa da Terra. Desenvolvida para ser flexível para lançar a espaçonave para missões com tripulações e carga, o SLS permitirá novas missões de exploração e expandirá a presença humana através do Sistema Solar.

O módulo de serviço da nave Orion fornecerá suporte para o módulo de tripulação do lançamento através da separação prioritária para a reentrada atmosférica.

A animação abaixo mostra a sonda Orion da NASA como ela aparecerá durante a Exploration Mission-1 em 2017, completa com o módulo de serviço fornecido pela Agência Espacial Europeia. A Exploration Mission-1 em 2017 será a primeira missão a incorporar tanto o Orion como o novo veículo Space Launch System da NASA. Essa Exploration Mission-1 acontecerá depois do Exploration Flight Test-1 em 2014, onde uma nave Orion sem tripulação será lançada no topo de um foguete Delta IV e irá voar a 3600 milhas acima da superfície da Terra, mais longe do que o ser humano foi nos últimos 40 anos.

Fonte:

http://www.nasa.gov/multimedia/imagegallery/image_feature_2426c.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo