fbpx

Como o Herschel Observa o Centro da Via Láctea


Com um espelho de 3.5 metros de diâmetro, ou seja, um espelho maior que o do Telescópio Espacial Hubble, o Observatório Espacial Herschel da ESA explora o universo nos comprimentos de onda do infravermelho. O Herschel tem esse nome em homenagem ao astrônomo alemão, nascido na Inglaterra, Frederick William Herschel, que descobriu as propriedades da luz infravermelha a mais de 200 anos atrás. As câmeras sensíveis do Herschel foram combinadas para produzir essa imagem espetacular do céu quando é observado em direção à constelação do Cruzeiro do Sul. Se espalhando por 2 graus, a imagem aqui colorida de forma falsa com dados do infravermelho distante captura as nuvens de poeira fria da nossa galáxia com detalhes extremos, mostrando uma impressionante rede de filamentos conectados e regiões de formação de estrelas. Esse tipo de observação é feita com o intuito de revelar os mistérios do processo de formação de estrelas através do vasculhamento de grandes áreas do plano galáctico.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110902.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .