Cometa Tempel 1 é Fotografado de Perto Pela Sonda Stardust Durante a Missão NExT

Nenhum cometa já havia sido visitado duas vezes antes. Assim, a passagem sem precedents da sonda Stardust realizando a missão NExT próximo do cometa Tempel 1, no dia 15 de Fevereiro de 2011 deu a humanidade uma única oportunidade de se observar como o núcleo de um cometa muda com o tempo. Mudanças no núcleo do Tempel 1 têm um interesse particular, pois o cometa foi atingido por um projétil enviado pela sonda Deep Impact em 2005. A imagem acima é uma das imagens já processadas digitalmente feitas pela sonda Stardust próxima da sua maxima aproximação do cometa. Muitas das feições observadas em 2005 são visíveis nessa imagem, incluindo crateras, cadeias e áreas mais suaves. Ainda é cedo para afirmar determinadas conclusões, mas pelos próximos anos os astrônomos especializados em cometas e em entender o Sistema Solar desde o seu início se debruçaram sobre essas imagens e sobre os dados científicos enviados pela sonda procurando pistas de como do que o cometa Tempel 1 é composto, como o local do impacto de 2005 aparece atualmente e como feições gerais do cometa se desenvolveram e/ou se alteraram desde a última visita.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110216.html

?

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo