Colisões de Galáxias: Simulações vs. Observações

observatory_150105O que acontece quando duas galáxias colidem? Embora isso possa levar bilhões de anos, esses choques de titãs são bem comuns. Como as galáxias são na sua maioria formada por espaços vazios, nenhuma de suas estrelas na verdade colidem. Ao invés disso o que acontece é que a gravitação de cada uma das galáxias distorce e destrói a outra, e as galáxias podem eventualmente se fundirem formando uma galáxia ainda maior. Expansivas nuvens de gás e poeira colidem e disparam ondas de formação de estrelas que completam mesmo durante o processo de interação. Acima o que temos é uma simulação computacional de duas grandes galáxias espirais se colidindo, com algumas imagens reais de galáxias feitas pelo Telescópio Espacial Hubble. A nossa própria Via Láctea já absorveu muitas galáxias menores durante a sua existência e já tem uma fusão mais ou menos projetada para acontecer com a sua grande vizinha, a galáxia de Andrômeda daqui a bilhões de anos.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130514.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.