Cobertura de Poeira na Superfície de Vesta Com a Presença de Pequenas e Jovens Crateras

Essa imagem feita com a câmera de enquadramento da sonda Dawn da NASA mostra uma parte da superfície relativamente suave do Vesta. Essa textura suave se deve provavelmente ao fato da superfície ser coberta por uma camada de pequenas partículas de poeira. Geralmente, as partículas menores aparecem mais suaves do que as grandes partículas em imagens como essas feitas pela sonda Dawn do asteroide Vesta. As delimitações de algumas crateras velhas e degradadas podem ser vistas abaixo dessa cobertura de poeira. No topo da camada de poeira estão crateras jovens e pequenas, que devem ter se formado por objetos que atingiram a superfície quando a poeira já cobria a superfície. Existe também um grande número de ondulações, cruzando a imagem de forma diagonal no topo da camada de poeira.

Essa imagem mostra uma região localizada no Quadrante Bellicia do Vesta e o centro da imagem localiza-se nas coordenadas de 25.7 graus de latitude norte e 22.4 graus de longitude leste. A sonda Dawn da NASA obteve essa imagem com sua câmera de enquadramento através do filtro limpo no dia 13 de Dezembro de 2011. A distância entre a sonda Dawn e a superfície do Vesta no momento da imagem era de 272 quilômetros e a imagem tem uma resolução de 25 metros por pixel. Essa imagem foi adquirida durante a chamada fase LAMO, ou Low Altitude Mapping Orbit da missão da Dawn em Vesta.

Fonte:

http://dawn.jpl.nasa.gov/multimedia/imageoftheday/image.asp?date=20120229

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.