CG4 – Um Glóbulo Cometário Em Puppis

Cometary-Globule-CG4

observatory_150105O CG4, também conhecida como A Mão de Deus, é um glóbulo cometário que localiza-se a aproximadamente 1300 anos-luz de distância da Terra na constelação do céu do sul de Puppis. Sua cabeça tem aproximadamente 1.5 anos-luz de diâmetro e a sua cauda tem aproximadamente 8 anos-luz de comprimento. Essa região de formação de estrelas empoeirada contém gás e poeira o suficiente para formar algumas estrelas do tamanho aproximado do Sol.

Glóbulos cometários são nuvens isoladas e relativamente pequenas de gás e poeira dentro da Vistas Láctea, formadas pela interação entre nuvens moleculares frias e estrelas quentes. Elas são tipicamente caracterizadas pelas cabeças empoeiradas e caudas alongadas, que fazem delas parecidas com cometas, embora elas sejam muito diferentes. Esses glóbulos são frequentemente locais de nascimento de estrelas de pouca massa, e muitas mostram estrelas muito jovens em suas cabeças. Ventos estelares intensos das estrelas evaporam o gás e a poeira para longe da cabeça formando a cauda e completando a forma de um cometa.

A cabeça do CG4 é opaca, mas brilha pelo fato de estar sendo iluminada pela luz de estrelas quentes recém-formadas. A energia dessas estrelas gradativamente destrói a cabeça empoeirada do glóbulo, varrendo para longe as pequenas partículas que espalham a luz das estrelas. Esse glóbulo mostra um brilho vermelho apagado de átomos de hidrogênio eletricamente carregados, e parece estar prestes a devorar a galáxia espiral ESO 257-19 (PGC 21338) que é vista de lado na parte superior esquerda da imagem. Na realidade, essa galáxia está a cem milhões de anos-luz mais distante, e somente está localizada perto do CG4 graças a uma coincidência. A razão para a ruptura na cabeça desse glóbulo não é conhecido.

A imagem acima foi criada usando a câmera de imageamento Mosaic de 64 megapixel localizada no telescópio Victor Blanco de 4 metros do National Science Foundation no Observatório Inter-Americano em Cerro Tololo. Ela foi feita com quatro filtros, três deles são o azul, o verde e o infravermelho próximo. O quarto filtro isola uma tonalidade específica de vermelho, conhecida como hidrogênio-alpha, que é produzida pelo gás hidrogênio aquecido.

Fonte:

http://annesastronomynews.com/annes-picture-of-the-day-cometary-globule-cg4/

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo