fbpx

Bordas e Fraturas Numa Região Intrigante da Lua


A palavra que pode definir essa região da Lua, seria perfeita, isso devido à fascinante diversidade de paisagens que podem ser encontradas ali. Uma das peculiaridades dessa região e que normalmente é deixada de lado é a variação de brilho bem marcante ao redor da cratera Lamont, a cadeia de mar oval perto da parte central inferior da imagem. Essa diferença parece que deveria ser a divisa entre lavas de mares de diferentes composições, e que poderia ser, embora não existam evidências de cunhas de fluxo e a divisa cruzaria cadeias que as lavas não cruzariam. Outra divisa é o talude entre o material ejetado da bacia e as terras altas à esquerda e o Mare Tranquilitatis. O que aconteceu nessa região, será que Ariadaeus Rille originalmente continuaria mas para leste mas foi coberta posteriormente por lavas? De modo similar, as cadeias de cratera da bacia como as localizadas perto da Julius Ceasar foram cobertas por lavas algumas das quais fluíram em depressões alongadas. O preenchimento da Bacia Tranquilitatis com lava continuou ao longo do tempo, assim os fluxos tiveram tempo de solidificar e então fraturaram ao redor da borda da bacia à medida que o interior sofria subducção. Famílias dessas finas fraturas são difíceis de serem observadas mas ocorrem ao longo de toda a borda oeste do mar. Existem muitas outras feições intrigantes nessa região que foram deixada para serem discutidas numa outra ocasião ou para que outros observadores as percebam.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/May+21%2C+2012

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .