Avalanches de Rochas na Cratera Robinson

Uma cratera de impacto muda sua forma com o tempo devido a vários fatores de degradação, como deslizamento das paredes, preenchimento interno por meio de material ejetado de crateras próximas, e por meio de atividades vulcânicas. Avalanches de rochas como mostradas nessa imagem também contribuem para modificar a forma da cratera aos poucos.

Múltiplas formas observadas na figura parecem línguas que mostram a frente de fluxo lembrando fluxos newtonianos, especialmente fluxos de lama. A água não é estável na superfície da Lua (exceto talvez como gelo depositado nas crateras permanentemente sombreadas do lado escuro da Lua), então esses fluxos devem ser de rochas secas (granulares). Talvez, algumas dessas feições de fluxo em Marte indiquem fluxos de lama molhadas e não fluxos de rochas secas granulares.

Fonte:

http://lroc.sese.asu.edu/news/index.php?/archives/312-Rock-avalanche-in-Robinson-crater.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo