As Peças Já Começam Se Encaixar Para a Missão do Rover Perseverance

Os engenheiros que trabalham na missão do rover Perseverance da NASA, no Kennedy Space Center da Florida, começaram o processo de colocar o rover marciano e os outros componentes da nave na configuração que irá ser colocada no topo do foguete Atlas V da ULA. O período de lançamento abre em 17 de julho de 2020, daqui a 70 dias.

O processo que é chamado de “vehicle stacking”, algo como empilhamento do veículo, começou em 23 de abril de 2020 com a integração do rover no seu estágio de descida que funciona com retrofoguetes. Um dos primeiros passos nessa operação foi içar o estágio de descida sobre o rover Perseverance de modo que os engenheiros pudessem conectar as duas partes.

Quando chegar o momento de tocar o solo marciano, essas partes serão separadas por pequenas cargas pirotécnicas, e a sonda irá executar a manobra de sky crane: cabos de Nylon que passam através do que se chama de guias de saída de freio, vão baixar o rover a 7.6 metros abaixo do estágio de descida. Uma vez que o Perseverance tocar a superfície de Marte, lâminas acionadas pirotecnicamente irão cortar os cabos, e o estágio de descida irá voar para longe. A manobra do sky crane garante que o Perseverance irá pousar na superfície marciana livre de qualquer outro componente da nave, eliminando assim a necessidade de um complexo procedimento de liberação do rover.

Acoplar o rover ao estágio de descida é um grande marco para a equipe pois esses são os primeiros componentes a ficarem juntos para o lançamento e serão os últimos a se separarem em Marte. Essas duas parte da missão permanecerão juntas até atingirem cerca de 20 metros acima da superfície de Marte.

Em 29 de abril de 2020, o estágio de descida e o rover foram acoplados ao que se chama de back shell, uma concha protetora em forma de cone, que contém os paraquedas e junto com o escudo de calor fornece a proteção para o rover e para o estágio de descida durante a entrada na atmosfera marciana.

Mesmo trabalhando na montagem final do veículo no Kennedy Space Center, ou testando o software e sistemas no JP, ou fazendo serviço remoto, o que é uma realidade para a maior parte da equipe, devido ao coronavirus, a equipe que trabalha no Perseverance ainda mantém a programação original de lançar o rover no início da janela que abre no dia 17 de julho de 2020 e vai até o dia 5 de agosto de 2020. Não importa o dia que o rover for enviado para Marte, dentro dessa janela, a chegada dele já está programada para acontecer no dia 18 de fevereiro de 2021 na cratera Jezero em Marte.

A missão de astrobiologia do rover Perseverance será de buscar por sinais de vida microbiana antiga. Ele também terá a missão de caracterizar o clima e a geologia do Planeta Vermelho, coletar amostras que poderão retornar para a Terra numa missão futura e pavimentar o caminho para a exploração humana de Marte. Tudo isso faz parte do grande plano de exploração espacial da NASA que começa enviando astronautas para a Lua em 2024, e depois iniciar a colonização da Lua em 2028 para então mandar humanos para Marte. Tudo parte do grande Programa Artemis.

Para mais informações sobre a missão, visite:

https://mars.nasa.gov/mars2020/

Para mais informações sobre os planos da NASA com relação a Marte e a Lua, visitem:

https://www.nasa.gov/topics/moon-to-mars

Fonte:

https://www.nasa.gov/feature/jpl/nasas-perseverance-rover-mission-getting-in-shape-for-launch

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.