fbpx

As Linhas de Poeira Brilhante da Galáxia NGC 624


Com aproximadamente 120000 anos-luz de diâmetro, a galáxia NGC 624, mostrada na imagem acima feita pelo Telescópio Espacial Hubble é um pouco maior que a Via Láctea. A espiral quase de lado para nós está localizada a aproximadamente 220 milhões de anos-luz de distância da Terra e voltou a ser mencionada no círculo astronômico com interesse depois que uma estrela explodiu nessa ilha do universo em 2008.

O disco da galáxia como em muitas galáxias espirais é atravessado por linhas escuras de poeira, que são na verdade imensas nuvens de complexos orgânicos moleculares expelidos pelas estrelas que estão nascendo e por estrelas que estão morrendo. Essas linhas escuras são bem comuns de serem observadas, mas o que chama a atenção é a assimetria dessas linhas nesse caso. Elas são mais escuras na parte de baixo da galáxia do que na parte de cima. A impressão é que nós estamos olhando a galáxia espiral de baixo, assim as linhas escuras são mais óbvias no lado visível do que no lado escuro dela.

A assimetria é provavelmente causada pelo fato de estarmos observando a galáxia através de um campo extenso de estrelas que faz com que as linhas de poeira apareçam mais brilhantes no lado visível dela. Isso explica porque vemos a poeira melhor no lado visível da galáxia. Nós estamos olhando através de muitas estrelas. É como se estivéssemos olhando algo através de uma névoa assim as coisas parecem mais distantes pois estamos olhando através da neblina.

Fonte:

http://www.theatlantic.com/technology/archive/2011/08/picture-of-the-day-the-bright-dust-lanes-of-ngc-624-galaxy/244208/


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .