Ao Redor do Chajnantor – Um Panorama de 360 Graus

O Cerro Chico, com a incrível altitude de 5300 metros acima do nível do mar, é apenas uma pequena montanha nesta majestosa paisagem do Planalto Andino. De fato, seu próprio nome significa apenas “pequena montanha” em espanhol. Contudo, devido a sua posição no planalto do Chajnantor, o topo de Cerro Chico oferece um ponto de vista excelente e de acesso relativamente fácil no qual se pode desfrutar de uma vista estonteante.

Esta fotografia panorâmica de 360° está centrada na direção nordeste, onde altos vulcões – a maioria dos quais acima de 5500 metros – são vistos. No centro está o próprio Cerro Chajnantor. À direita, no planalto, está o telescópio Atacama Pathfinder Experiment (APEX) com o Cerro Chascon ao fundo. Mais à direita, a sudeste, o planalto Chajnantor está quase totalmente visível. Além do telescópio APEX, três antenas do Atacama Large Milimeter/submilimeter Array (ALMA) podem ser vistas à direita. Muitas outras foram adicionadas desde que esta foto panorâmica foi tirada.

À esquerda do Cerro Chajnantor está Cerro Toco. Mais à esquerda, a noroeste, podemos ver o distinto formato cônico do vulcão Licancabur.

No planalto Chajnantor, a 5000 metros de altitude, o ar é tão rarefeito e seco que parece nunca encher os pulmões. Graças a essas condições, a radiação milimétrica e submilimétrica vinda do resto do Universo pode passar pelos resquícios da atmosfera terrestre acima do local, e pode ser detectada do solo com telescópios adequadamente sensíveis, como o ALMA e o APEX.

O APEX é uma colaboração entre o Insituto Max Planck de Radio Astronomia (MPIfR), o Observatório Espacial Onsala (OSO) e o ESO. O telescópio é operado pelo ESO.

O ALMA, uma instalação astronômica internacional, é uma parceria da Europa, América do Norte e Leste da Ásia em cooperação com a República do Chile. A construção e operação do ALMA são lideradas, em nome da Europa pelo ESO, em nome da América do Norte pelo Observatório Nacional de Radio Astronomia (NRAO), e em nome do Leste da Ásia pelo Observatório Astronômico Nacional do Japão (NAOJ). A Junta do Observatório ALMA (JAO) fornece uma liderança unificada e gerenciamento da construção, funcionamento e operação do ALMA.

Fonte:

http://www.eso.org/public/brazil/images/potw1215a/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.