Angola Confirma Que Angosat-1 Foi Perdido E Já Trabalha no Seu Sucessor

Nessa segunda-feira, dia 23 de Abril de 2018, Angola confirmou a morte prematura de seu primeiro satélite de telecomunicação, o Angosat-1, que foi lançado em Dezembro de 2017, e que tinha uma expectativa de vida de trabalho de 15 anos.

O Angosat-1 feito pela Rússia, sofreu repetidos revesses imediatamente depois de seu lançamento direto do centro espacial de Baikonur no Cazaquistão.

O contato com o satélite foi perdido logo, e nunca mais foi recuperado apesar das muitas tentativas.

“O satélite permaneceu em órbita de 26 a 30 de Dezembro de 2017. Depois disso ele teve um problema”, conta Igor Frolov, uma representante da Energia RSC que construiu o satélite.

O ministro das telecomunicações de Angola, Jose Carvalho da Rocha, imediatamente anunciou que o satélite seria substituído pelo seu sucessor, o Angosat-2, que está sob um novo acordo com a Rússia.

“A construção começará amanhã, sem nenhum custo para Angola, ele terá uma maior capacidade e será mais sofisticado que seu antecessor”, disse Rocha, adicionando que ele deve estar pronto em 18 meses.

O projeto Angosat foi financiado pela Rússia e por Angola em 2009 e incluia um centro de controle nos subúrbios da capital angolana, Luanda.

O objetivo do Angosat-1 era melhorar a comunicação via satélite, dar acesso a internet e para transmissões de rádio e TV para toda a África.

Angola tem um grande lucro devido às suas reservas de petróleo, mas sofre com uma extrema desigualdade social, 38% da população vive na pobreza, e o projeto do Angosat sempre foi duramente criticado.

Fonte:

https://phys.org/news/2018-04-angola-satellite-successor.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.