fbpx

Aglomerado de Estrelas Tem Segredo Revelado na Constelação de Corona Australis


Radiação em forma de raios-X provenientes de estrelas jovens e radiação infravermelha proveniente de estrelas e da poeira cósmica foram combinadas nessa imagem de cores falsas para mostrar a região de formação de estrelas em Corona Australis, a Coroa do Sul. O pequeno agrupamento de estrelas é conhecido como Aglomerado da Pequena Coroa. Localizado a apenas 420 anos-luz de distância da Terra, o aglomerado oferece uma visão relativamente próxima das estrelas e protoestrelas se desenvolvendo com uma grande variedade de massas. As observações sugerem que raios-X energéticos são provenientes das atmosferas estelares quentes e estendidas ou das coroas das estrelas localizadas no aglomerado. A imagem multiespectral se espalha por aproximadamente 2 anos-luz e foi produzida usando dados obtidos pelo Observatório de Raios-X Chandra e pelo Telescópio Espacial de Infravermelho Spitzer, ambas missões da NASA. Abaixo além de uma imagem que mostra o contexto de localização desse aglomerado numa região do céu repleta de objetos interessantes pode-se ver também as imagens obtidas pelo Chandra e que foram usadas para compor a imagem principal, mostrada acima.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap070921.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .