fbpx

A Transformação de Galáxias na Visão do Hubble

Muitas das galáxias do universo, são como a nossa, mostrando belos braços espirais, se contorcendo ao redor de um núcleo brilhante. Exemplos, mostrados nessa espetacular imagem feita com a Wide Field Camera 3 do Telescópio Espacial Hubble, das Agências Espaciais NASA e ESA, incluem a galáxia tombada na parte inferior da imagem, brilhando além da Via Láctea, e uma pequena galáxia espiral na parte central superior da imagem.

Outras galáxias são mais estranhas ainda nas suas formas. A Markarian 779, a galáxia na parte superior da imagem tem essa aparência distorcida muito provavelmente devido a um recente encontro galáctico entre duas galáxias espirais. Essa colisão destruiu os braços espirais e dispersou boa parte do seu gás e da sua poeira, transformando-a em uma galáxia peculiar e com uma forma única.

Essa galáxia faz parte do chamado catálogo Markarian, uma base de dados composta por mais de 1500 galáxias denominadas em homenagem ao astrônomo americano B. E. Markarian, que estudou essas galáxias nos anos de 1960. Ele pesquisou o céu buscando objetos brilhantes com emissões fortes e pouco comuns no ultravioleta.

A radiação ultravioleta pode vir de um grande número de fontes, então o catálogo de  Markarian é muito diverso. Uma emissão ultravioleta excessiva pode ser resultado do núcleo de uma galáxia ativa, energizado por um buraco negro supermassivo no seu centro. Esse brilho intenso no ultravioleta pode ser também devido a eventos de intensa formação de estrelas, conhecidos como explosões de estrelas., possivelmente originados pela colisão entre as galáxias. As galáxias de Markarian, assim sendo, são objetos de estudos, estudos esses muitas vezes voltados para entender as galáxias ativas, as atividades de explosão de estrelas e as interações e fusões entre as galáxias.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1206a/

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .