A Nebulosa do Retângulo Vermelho Imageada Pelo Telescópio Espacial Hubble

redrectangle_hubble_1147

observatory_1501051Como foi criada a incomum nebulosa do Retângulo Vermelho? No centro da nebulosa está um sistema binário de estrelas já com um uma idade avançada, que certamente fornece sua energia para a nebulosa, mas que ainda não explica as cores. A forma incomum de um Retângulo Vermelho, é provavelmente devido ao espesso torus de poeira que pincha o fluxo outrora esférico em formas cônicas. Pelo fato de estarmos observando o torus de lado, as bordas das formas cônicas parecem formar um X. Os distintos degraus observados sugerem que o fluxo ocorreu literalmente aos trancos e barrancos. As cores incomuns da nebulosa são menos estendidas, contudo, e com o apoio das especulações, diz-se que elas são parcialmente fornecidas pelas moléculas de hidrocarbonos que podem, na verdade ser, os blocos fundamentais para a vida orgânica. A nebulosa da Retangular Vermelha localiza-se a aproximadamente 2300 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação de Unicórnio ( o Monoceros). A nebulosa é mostrada acima numa imagem de grande detalhe que foi recentemente reprocessada do Telescópio Espacial Hubble. Em poucos milhões de anos, à medida que suas estrelas centrais se tornarem depletadas de combustível nuclear, a nebulosa do Retângulo Vermelho provavelmente irá explodir formando uma nebulosa planetária.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130521.html

alma_modificado_rodape1051

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.