fbpx

A Nebulosa do Homúnculo

Eta Carinae é um sistema estelar que está localizado a cerca de 7800 anos-luz de distância da Terra e é mais de cinco milhões de vezes mais brilhante que o Sol. Ela é conhecida pelos astrônomos como uma estrela surpreendente desde 1837, quando ela começou a brilhar intensamente em um evento conhecido como a Grande Erupção. Por um breve período em 1843 ela foi a segunda estrela mais brilhante do céu antes de se apagar novamente.

Desde 1940 ela começou a aumentar de brilho novamente, com pequenas flutuações em brilho ocorrendo num ciclo aproximado de cerca de 5 anos e meio. A Grande Erupção e outras mudanças em brilho ainda são um mistério para os astrofísicos.

No início do século 20, os astrônomos notaram que a Eta Carinae estava crescendo de forma nebulosa e não mais como um ponto de luz típico de uma estrela.

À medida que a nebulosidade aumentou e os telescópios melhoraram, tornou-se claro que uma nuvem de gás e poeira foi ejetada durante a Grande Erupção nos anos de 1840 e estava em expansão. Essa nuvem é conhecida como a Nebulosa do Homúnculo e é mostrada na imagem desse post feita pelo Hubble.

Agora, com cerca de 1 ano-luz de comprimento, a nuvem em expansão contém material suficiente para criar 10 cópias do nosso Sol. Os astrônomos ainda não conseguem explicar o que causou essa erupção.

Fonte:

[https://cosmosmagazine.com/space/the-homunculus-nebula]

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.