fbpx

A Nebulosa do Esquimó Fotografada Pelo Hubble

Tudo bem, essa não é uma imagem nova, não está nas manchetes do dia, mas acho que sempre temos que reverenciar as bels imagens já feitas pelo Telescópio Espacial Hubble, um dia ainda sentiremos falta disso. Em 1787, o astrônomo William Herschel descobriu a chamada Nebulosa do Esquimó. Da Terra, a NGC 2392, seu nome oficial, lembra a cabeça de uma pessoa envolvida por uma capa com capuz. Em 2000, o Telescópio Espacial Hubble registrou a Nebulosa do Esquimó. Do espaço, a nebulosa mostra nuvens de gás tão complexas que elas não são tão bem entendidas. A Nebulosa do Esquimó é claramente uma nebulosa planetária, e o gás visto acima é composto de camadas externas de uma estrela parecida com o Sol que tem somente 10000 anos. Os filamentos internos visíveis na imagem acima estão sendo ejetados por ventos fortes de partículas emitidos pela estrela central. O disco externo contém filamentos pouco comuns com comprimento de um ano-luz. A Nebulosa do Esquimó se espalha por 1/3 de um ano-luz e localiza-se na nossa Via Láctea, a aproximadamente 3000 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação Gemini, os Gêmeos.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap090503.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .