A Nebulosa da Cabeça do Cavalo De Uma Maneira Que Você Nunca Viu

Combinando dados de imagens obtidos pelo telescópio VISTA em Terra, e pelo Telescópio Espacial Hubble no espaço, foi possível criar essa perspectiva ampla da paisagem interestelar ao redor da famosa Nebulosa da Cabeça do Cavalo. Capturada nos comprimentos de onda do infravermelho próximo, a nuvem molecular empoeirada da região se espalha pela cena cobrindo uma área equivalente a dois terços do tamanho da Lua Cheia no céu. A cena toda, da esquerda para a direita, se espalha por aproximadamente 10 anos-luz considerando a distância estimada até a Nebulosa da Cabeça do Cavalo que é de aproximadamente 1600 anos-luz. Também conhecida como Barnard 33, a Nebulosa da Cabeça do Cavalo que ainda pode ser reconhecida nessa imagem, se ergue na parte superior direita da imagem, a nebulosa nada mais é do que o brilho no infravermelho próximo de um pilar empoeirado coberto por estrelas recém-formadas. Abaixo e à esquerda, a brilhante nebulosa de reflexão NGC 2023 é por si só o ambiente iluminado de uma jovem estrela quente. As nuvens opacas abaixo da base da Cabeça do Cavalo, e nos arredores da NGC 2023 em vermelho são os sinais da emissão de jatos energéticos conhecidos como objetos Herbig-Haro, também associados com estrelas recém-nascidas.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap180309.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.