PASSE NA SPACE TODAY STORE A PATROCINADORA OFICIAL DO CANAL SPACE TODAY:

https://spacetodaystore.com

Nada na vida, nem no universo dura para sempre, sei que é triste dizer isso, mas é a pura verdade.

Um dia, eu, você e todos aqui vamos morrer, um dia até mesmo o Sol vai morrer.

E porque não dizer que um dia o nosso Sistema Solar irá morrer, ou melhor se desintegrar.

Saber o que vai acontecer com o nosso Sistema Solar, não é algo fácil, mas os astrônomos tentam de todas as maneiras descobrir isso.

O grande problema, temos uma grande quantidade de objetos aqui no Sistema Solar e toda a dinâmica entre esses objetos é muito complexa.

Em 1999, surgiu uma primeira previsão sobre o tempo de vida para o Sistema Solar, os astrônomos chegaram num número realmente astronômico, 1 quintilhão de anos, ou um 10 seguido de 18 zeros.

Já aviso que esse cálculo não está correto, pois foram deixados para trás muitos efeitos, e a notícia não é boa, pois o fim do Sistema Solar pode ser bem antes que isso.

Vamos entender, primeiro o Sol, daqui a 5 bilhões de anos, ele irá se transformar numa anã vermelha engolindo Mercúrio, Vênus e Terra, então irá ejetar metade de sua massa, e o que vai restar é uma anã branca com cerca de 54% da sua massa atual.

Essa foi a parte fácil, agora para saber o que acontece com os planetas foi necessário rodar simulações do que chamamos de Problema dos N-corpos, essas simulações foram rodadas num supercomputador e devido a complexidade só 10 simulações foram rodadas.

Sim, é pouco mas já dá para ter uma ideia.

Depois do Sol evoluir em uma anã branca, os planetas externas ainda continuarão estáveis ao redor dado Sol, Júpiter e Saturno estarão numa ressonância de 5:2 , a cada 5 vezes que Júpiter orbitar o Sol, Saturno orbitará 2 vezes.

Depois de 30 bilhões de anos, as órbitas não estarão mais estáveis e sim um caos, com isso começará a perda de planetas.

Todos eles escaparão de suas órbitas e se tornarão planetas órfãos, ou errantes.

O último planeta solitário permanecerá na órbita do Sol por 50 bilhões de anos, até que ele também seja ejetado para fora.

E por fim, em 100 bilhões de anos o Sol será uma anã branca solitária vagando pela galáxia.

Essa estimativa e essa simulação mostra que tudo deve acontecer bem antes do que o quintilhão de anos previsto em 1999.

Mas mesmo assim, não fiquem preocupados, vai demorar muito, muito tempo mesmo.

Vamos acompanhando, mais simulações saindo eu trago aqui para vocês.

#SOLARSYSTEM #ENDOFSOLARSYSTEM #SPACETODAY
Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.