A Grande Região de Manchas Solares Que Cruza Atualmente o Disco do Sol

ar11785_peach_2320

observatory_150105Uma das maiores regiões de manchas solares nos últimos anos está cruzando o disco do Sol. Essa região de campos magnéticos em convolução pode produzir uma flare solar que lançará uma nuvem de partículas energéticas no Sistema Solar. Uma poderosa nuvem de partículas carregadas impactando a magnetosfera da Terra pode ser perigosa para os astronautas e os satélites em órbita do nosso planeta. Por outro lado, um impacto desses poderá gerar belas aparições de auroras. A imagem acima mostra a região de manchas solares como estava a dois dias atrás. A parte mais a direita da região foi catalogada como AR 11785, enquanto que a parte mais a esquerda é conhecida como AR 11787. As regiões mais escuras de manchas solares contêm campos magnéticos quase que verticais e são chamadas de umbras, enquanto que as regiões bronzeadas ao redor – mais claramente mostrando fortes tubos de fluxos magnéticos – são chamadas de penumbras. Grânulos solares, muitos deles com cerca de 1000 km de diâmetro, compõem a região amarelada de fundo. Ninguém sabe qual será o futuro dessa região de manchas solares, mas os pesquisadores que trabalham estudando o chamado clima espacial estão monitorando-a de forma detalhada.

Pete-Lawrence-2013-07-09_Sunset_IMG_8453_1373407134_lg

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130710.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo