A Grande Nuvem de Magalhães em Ultravioleta

lmc_01

observatory_150105Onde estão as estrelas mais quentes nas galáxias mais próximas de nós? Para ajudar a encontrar essa resposta, o satélite Swift da NASA compilou um mosaico composto de múltiplas imagens da galáxia vizinha da Grande Nuvem de Magalhães, LMC, em inglês na luz ultravioleta. A imagem acima mostra onde recentemente estrelas se formaram na LMC, já que as estrelas jovens mais massivas brilham de forma intensa na cor azul e em ultravioleta. Em contraste, na imagem abaixo, pode-se ver uma visão mais familiar da LMC feita em luz visível e que destaca melhor as estrelas mais velhas. No canto superior esquerdo está uma das maiores regiões de formação de estrelas conhecida em todo o Grupo Local de Galáxias, a Nebulosa da Tarântula. A Grande Nuvem de Magalhães e a sua companheira menor, a Pequena Nuvem de Magalhães são galáxias facilmente visíveis a olho nu para os entusiastas do céu que tenham uma visão do céu do hemisfério sul. Uma inspeção detalhada na imagem acima está permitindo se ter uma melhor imagem compreensiva galáctica de como a formação das estrelas acontece.

lmc_02

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130610.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.