A Beleza da Nebulosa da Cabeça do Cavalo

horseheadneb

observatory_150105Essa imagem excepcional da Nebulosa da Cabeça do Cavalo foi feita com o telescópio de 0.9 metros da National Science Fundation em Kit Peak com a câmera CCD NOAO Mosaic. Localizada na constelação de Orion, o Caçador, a Nebulosa da Cabeça de Cavalo é parte de uma densa nuvem de gás localizada na frente de uma nebulosa de formação de estrelas ativas conhecida como IC 434. A nebulosidade da Cabeça de Cavalo acredita-se se deve à excitação causada pela estrela Sigma Orionis, que está localizada acima da parte superior da imagem. Fora da imagem, na parte esquerda desse frame, está a brilhante estrela Zeta Orionis, que é a estrela mais a leste das três estrelas que formam o cinturão de Orion. A estrela Zeta Orionis é uma estrela que está em primeiro plano e não está relacionada com a nebulosa.

As estrias na nebulosidade que se estendem acima da Cabeça do Cavalo são provavelmente causadas pelos campos magnéticos dentro da nebulosa. Se você olhar com carinho a imagem poderá ver que muito mais estrelas são visíveis na metade superior da imagem. As estrelas na metade inferior da imagem são obscurecidas por uma nuvem escura de gás hidrogênio. A borda dessa grande nuvem é uma faixa horizontal de gás brilhante que divide a imagem. A Nebulosa da Cabeça do Cavalo, está localizada a aproximadamente 1600 anos-luz de distância da Terra. A área mostrada na imagem acima é grande no céu cobrindo uma área equivalente a aproximadamente cinco luas cheias. A imagem acima está em cores falsas e foi criada combinando as imagens de linha de emissão feitas em hidrogênio-alpha (vermelho), oxigênio , OIII (verde) e enxofre, SII (azul).

Os créditos da imagem:

T.A.Rector (NOAO/AURA/NSF) e Hubble Heritage Team (STScI/AURA/NASA)

Fonte:

http://www.wired.com/wiredscience/2013/01/space-photo-of-the-day-2/?pid=6550

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo