fbpx

A Bela Galáxia Espiral Barrada NGC 2608

Se você olhar com atenção para a imagem acima irá ver que existem muitas galáxias vagando pelo campo de visão do Telescópio Espacial Hubble, mas lógico que a que chama a atenção é essa bela galáxia espiral barrada, conhecida como NGC 2608.

Ela parece ser uma versão um pouco menor da Via Láctea, onde é possível ver os braços espirais repletos de pontos azuis e vermelhos, ancorados todos juntos na proeminente barra central de estrelas da galáxia.

Nas imagens do Hubble, as estrelas da nossa própria galáxia, a Via Láctea, algumas vezes aparecem como pontos bem brilhantes e causam um efeito que chamamos de lens flare. Uma dessas estrelas pode ser vista na parte inferior direita da imagem, e outra pode ser vista logo acima do centro da galáxia.

Já a maior parte de pontos ao redor da NGC 2608, que não possuem essa característica de flare, são na verdade milhares de outras galáxias que sempre surgem nas imagens do Hubble, tamanha a sua sensibilidade. A NGC 2608 é apenas uma entre as incontáveis galáxias que aparecem somente nessa imagem.

Essa característica do Hubble de registrar milhares de galáxias é amplamente conhecida, e bem documentada numa série de imagens de campo profundo que ele fez durante a sua história, o Hubble Deep Field, o Hubble Ultra Deep Field e o Hubble Extreme Field, essas imagens mostram a vastidão do universo contida numa pequena área do céu observada pelo Hubble.

Créddito:

ESA/Hubble & NASA, A. Riess et al.

Fonte:

https://www.spacetelescope.org/images/potw2023a/

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .