fbpx

A Alvorada Sobre o VLT

potw1423a


observatory_150105Esta imagem mostra o amanhecer sobre o Very Large Telescope (VLT) no Observatório do Paranal do ESO no Chile. Podemos ver em primeiro plano um dos Telescópios Principais do VLT iluminado pelo luar. Ao fundo estão dois dos Telescópios Auxiliares que apontam para o céu.

O VLT é composto por quatro Telescópios Principais de 8,2 metros e quatro Telescópios Auxiliares móveis de 1,8 metros. Os telescópios podem trabalhar em uníssono de modo a formar um interferómetro gigante: o Interferómetro do Very Large Telescope(VLTI). A radiação colectada por cada um dos telescópios é combinada pelo VLTI, usando um complexo sistema de espelhos em túneis subterrâneos, o que permite aos astrónomos observar detalhes até 16 vezes mais pormenorizados do que se se utilizassem os Telescópios Principais individualmente.

A fotografia foi tirada por Nicholas Blind, um astrónomo que visitou o Observatório do Paranal durante alguns dias em dezembro de 2012. Blind apenas esteve no observatório durante um curto período de tempo mas a sua estadia foi memorável. “O silêncio completo do local é tão pacífico e relaxante,” lembra ele. “Apenas se ouve o som do vento ou talvez o de um morcego perdido nesta área tão desolada. O céu límpido do Paranal lembra-me a cada momento quão pequenos somos e liga-me novamente à razão pela qual escolhi a astronomia como profissão.”

O Observatório do Paranal tem em média 330 noites límpidas por ano. De facto, graças à tecnologia, ao pessoal e às soberbas condições atmosféricas, o VLT é a infraestrutura terrestre individual mais produtiva do mundo.

Nicolas Blind submeteu esta fotografia no grupo Flickr “Your ESO Pictures”. O grupo Flickr é regularmente revisto e as melhores fotografias seleccionadas para fazerem parte da nossa popular série Fotografia da Semana ou da nossa galeria.

Fonte:

http://www.eso.org/public/brazil/images/potw1423a/


alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo