fbpx

O Gigante VLT Visto de Cima

Very Large Telescope (VLT) do ESO é um dos observatórios ópticos e infravermelhos mais avançados do mundo. Este fantástico “detetive” astronômico é composto por quatro Telescópios Principais individuais — as enormes cúpulas cilíndricas visíveis na imagem — cada um com um espelho primário de 8,2 metros de diâmetro, e quatro Telescópios Auxiliares amovíveis de 1,8 metro de diâmetro — comparativamente, os pequenos domos redondos brancos vistos à esquerda dos Telescópios Principais.

O VLT tem contribuído para muitas observações e descobertas pioneiras, incluindo a obtenção da primeira imagem de um planeta extrassolar e a observação da contraparte visível de uma fonte de ondas gravitacionais. Nesta fotografia vemos os telescópios em repouso com as cúpulas fechadas, no Observatório do Paranal do ESO no Chile, mas quando chegar a noite, os telescópios acordarão para observar uma vez mais o Universo e fazer mais descobertas fantásticas.

Crédito:

ESO/Gerhard Hüdepohl

Fonte:

https://www.eso.org/public/brazil/images/potw2101a/?lang

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .