Qual a Forma da Via Láctea? Depende do Ponto de Vista

A Via Láctea possui uma forma de espiral achatado, correto? Não se você considerar a matéria escura. Astrônomos anunciaram que o halo de matéria escura da Via Láctea, o qual representa 70% da massa da galáxia, possui na verdade uma forma de bola deformada.

A matéria escura é totalmente invisível, mas ainda obedece a lei da gravidade, dessa forma a existência de halos de matéria escura e sua forma pode ser inferida monitorando a órbita de galáxias anãs ao redor da Via Láctea. Infelizmente para determinar a órbita de um objeto é necessário medir sua posição em alguns pontos de sua órbita e as galáxias anãs normalmente levam bilhões de anos para dar uma volta na Via Láctea. Os astrônomos não irão viver tanto tempo para realizar essas medições, nem mesmo para ver uma pequena fração dessa órbita ser completada pela galáxia anã. Por sorte, eles não precisam disso para estudar a matéria escura.

Galáxias anãs são também compostas por milhões de estrelas. Quando a força gravitacional de uma galáxia maior como a Via Láctea, age em uma galáxia anã, o resultado é um rastro de estrelas que traçam a órbita dessa galáxia anã. Dessa maneira utilizando dados de uma imensa pesquisa do céu, um grupo de astrônomos, liderados por David Law da UCLA foi capaz de reconstruir a órbita da galáxia anã de Sagitário. Existia apenas um problema: diferentes partes dessa galáxia possuíam diferentes órbitas, que levavam a formas de halos de matéria escura muito diferentes dependendo da direção considerada.

Law e seus colegas, Steven Majewski (Universidade da Virginia) e Kathryn Johnston (Universidade de Columbia), resolveram esse problema, construindo modelos de halo de matéria escura, triaxiais – em outras palavras, com diferentes comprimentos em todas as direções pesquisadas. O melhor modelo obtido, mostra um halo com uma forma de uma bola, achatada dos lados.

“Nós esperávamos algo mais achatado, com base nas previsões feitas pelas melhores teorias sobre a matéria escura”, disse Law, “mas a extensão e a particularmente a orientação desse achatamento foi inesperada. Nós estamos muito entusiasmados sobre isso, pois levanta a questão de como a nossa galáxia foi formada nessa orientação”.

Sagitário não é a única galáxia anã que orbita a via Láctea, e Law e seus colegas planejam estudar as órbitas de outras galáxias anãs para refinar o modelo. “Isso será importante para ver se esses resultados se confirmam a partir da medida de mais galáxias. Até o momento, a forma de uma bola achatada é a melhor explicação para os dados observados”.

Ilustração mostra a Via Láctea visível, circundada pelo halo de matéria escura em forma de uma bola achatada.
Ilustração mostra a Via Láctea (espiral azul) e o rastro de estrelas produzidos pela órbita da galáxia anã, Sagitário.

Fontes:

http://www.universetoday.com/2010/01/06/milky-way-has-a-squashed-beachball-shaped-dark-matter-halo/

http://spacefellowship.com/news/art17783/milky-way-has-beach-ball-dark-matter-halo.html

Versão animada da Figura 2: http://www.astro.virginia.edu/~srm4n/Sgr/sgr.mpg

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo