121 Exoplanetas Gigantes Que Podem Ter Exoluas Habitáveis – Space Today TV Ep.1286

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!

http://www2.spacetodaystore.com

Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!
—————————————————————————–

Desde queo telescópio espacial Kepler da NASA foi lançado em 2009, milhares de exoplanetas já foram descobertos.

Um dos objetivos do Kepler sempre foi encontrar exoplanetas, localizados na chamada zona habitável de uma estrela, ou seja, exoplanetas esses que pudessem ser habitáveis.

Óbvio que para isso, o foco foi procurar por exoplanetas rochosos que pudessem ser geologicamente e atmosfericamente parecidos com a Terra.

Porém, se pensarmos no nosso próprio Sistema Solar, quais são os locais hoje em que colocamos nossas maiores apostas sobre a vida poder existir?

Acredito que todos concordam que são os satélites naturais de Júpiter e Saturno.

Mas Júpiter e Saturno não estão na zona habitável, estão muito longe, e seus satélites são congelados, porém, nos seus oceanos submersos a vida poderia existir.

como aplicar isso no caso dos exoplanetas?

No caso dos exoplanetas, nós temos planetas gigantes, localizados mais próximos das estrelas e muitos poderiam estar até localizados na zona habitável.

Um grupo de pesquisadores, incluindo um brasileiro, resolveu então dar uma vasculhada nos dados do Kepler, atrás de exoplanetas grandes, na zona habitável e que pudessem ter satélites, o que chamamos de exoluas.

Uma consideração muito importante, nenhuma exolua até hoje foi confirmada na busca feita pelos pesquisadores.

Nessa busca, os pesquisadores encontraram 121 exoplanetas gigantes, eles tem mais de 3 vezes o raio da Terra, são gasosos e estão localizados na zona habitável de suas estrelas.

De acordo com os pesquisadores esses exoplanetas poderiam ter satélites rochosos, e esses satélites rochosos seriam um excelente lugar para procurar por vida.

Os pesquisadores disseram que essas exoluas seriam melhor até que a Terra para ter vida, pois elas receberiam radiação não só da estrela, como do próprio planeta, além do fato do planeta poder proteger essas exoluas.

Mas se nenhuma exolua foi descoberta, qual a importância desse trabalho?

Esse trabalho conseguiu criar uma base de dados importantes para os próximos grandes telescópios buscarem por exoluas, a próxima geração não precisará fazer uma busca no escuro, eles já t6em um ponto de partida muito bom, e isso é muito importante.

Pode ser mesmo que ainda não encontramos nada, pelo fato de não termos confirmado nenhuma exolua, mas como eu falo sempre as descobertas na astronomia estão muito ligadas à tecnologia, então com o desenvolvimento tecnológico certamente, daqui a alguns anos, anunciar descoberta de exoluas, será como anunciar descobertas de exoplanetas.

O que vocês acham, vamos encontrar vida primeiro em um exoplaneta, ou numa exolua?

Fonte:

https://phys.org/news/2018-05-giant-planets-habitable-moons.html

Artigo:

https://arxiv.org/pdf/1805.03370.pdf

https://www.padrim.com.br/spacetoday

Seja meu Patrão:

http://www.patreon.com/spacetoday

=====================================================

Seja um apoiador do Space Today:

https://apoia.se/spacetoday

=====================================================

Conheça a Agência Marcos Pontes e torne o seu sonho de conhecer o ESO em realidade:

http://www.agenciamarcospontes.com.br

http://www.agenciamarcospontes.com.br/visita-observatorios-telescopios-eso-atacama-viagem.php

=====================================================

Seja meu Patrão:

http://www.patreon.com/spacetoday

=====================================================

Apoio e apresentação:

http://deviante.com.br

A nova casa do SciCast

=====================================================

Science Vlogs Brasil:

https://www.youtube.com/channel/UCqiD87j08pe5NYPZ-ncZw2w/featured

http://scienceblogs.com.br/sciencevlogs/

https://www.youtube.com/channel/UCqiD87j08pe5NYPZ-ncZw2w/channels?view=60

=====================================================

Meus contatos:

BLOG: https://spacetoday.com.br

FACEBOOK: http://www.facebook.com/spacetoday

TWITTER: http://twitter.com/spacetoday

YOUTUBE: http://www.youtube.com/spacetodaytv

Obrigado pela audiência e boa diversão!!!

=====================================================

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.