fbpx

100 ESTRELAS DESAPARECERAM DO CÉU, E AGORA? | SPACE TODAY TV EP2055

OUÇA O PODCAST HORIZONTE DE EVENTOS:

https://open.spotify.com/show/5wbMV0BVAYW07V7UFOeGF1

https://soundcloud.com/user-956768544/horizonte-de-eventos-episodio-6-vikram-e-encontrado-na-lua

————————————————————————————————————

SPACE TODAY STORE:

https://spacetodaystore.com

————————————————————————————————————

ENTRE NO CANAL DO SPACE TODAY NO TELEGRAM:

https://t.me/canalspacetoday

————————————————————————————————————

Quanto mais a gente estuda o universo, mais podemos notar o quanto ele é misterioso.

Se a gente falar só das estrelas então, desde de 2015, com a Estrela de Tabby, notamos o quanto as coisas podem ser intrigantes.

Mas, obviamente, essa não seria a única estrela misteriosa do universo, de lá para cá, algumas outras estrelas com comportamento estranho foram descobertas.

Mas dessa vez, os astrônomos foram longe demais, e descobriram 100 estrelas que simplesmente desapareceram do céu.

Um grupo internacional de pesquisadores usou dados públicos com imagens do céu obtidas desde os anos 1950 para tentar detectar e analisar objetos que podem ter desaparecido com o tempo.

Agora, uma torcida vai gostar, o projeto se chama VASCO, Vanishing &Appearing Sources during Century of Observations.

Esse projeto se foca em procurar por objetos que podem ter existido em catálogos estelares antigos, mas que desapareceram com o passar do tempo.

Como uma estrela pode desaparecer do céu?

Ela pode se tornar uma anã branca, ou pode explodir como uma supernova.

Ela pode ser também uma supernova falhada, que acontece quando uma estrela colapsa diretamente em um buraco negro sem ter qualquer explosão.

Mas, assim como no caso da Estrela de Tabby, uma hipótese ronda a cabeça de todos.

E se o desaparecimento for causado por uma civilização alienígena?

Ou, como se chegou a cogitar na estrela de Tabby, uma Esfera de Dyson, mas nesse caso, a esfera teria sugado toda a energia da estrela e ela então desapareceu.

Mas lógico, essa é uma hipótese distante, concentrando em fenômenos naturais, o projeto VASCO tem o potencial de descobrir objetos variáveis extremamente raros.

Os pesquisadores analisaram 15% dos 150 mil objetos candidatos disponíveis na base de dados e encontraram 100 transientes vermelhos, objetos muito variáveis no céu.

Alguns desses objetos apareceram aumentar em 8 ou 9 pontos na escala de magnitude, ou seja, ficaram milhares de vezes mais brilhantes, num curto espaço de tempo.

Tem muito trabalho ainda para ser feito, e os pesquisadores estão bolando um projeto de ciência cidadã, para que toda a comunidade interessada possa participar dessa detecção.

Nesse projeto eles irão incentivar o desenvolvimento de algoritmos de inteligência artificial para procurar esses objetos em toda a base de dados.

E aí, será que essa poderia ser uma explicação para a Estrela de Tabby e outras estrelas com comportamento estranho?

Fica aí o questionamento.

Fontes:

https://www.su.se/english/research/research-news/short-lived-light-sources-discovered-in-the-sky-1.475666

https://arxiv.org/pdf/1911.05068.pdf

#VanishingStars #VASCO #SpaceToday

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .