Estrias Sazonais nas Paredes das Crateras Marcianas Seriam Evidências de Fluxo de Água Salgada

Space Today
30 set 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

MarsStreaks_HiRise_1225

O que cria essas estrias nas paredes das crateras de Marte e que mudam com o tempo? Chamadas de Linhas Recorrentes de Talude, ou RSL, essas feições escuras começam nos taludes das colinas e das crateras mas normalmente não se estendem até o assoalho das mesmas. O que ainda é mais incomum é que essas estrias parecem mudar com a estação do ano, aparecendo de forma renovada e crescendo durante a estação mais quente e desaparecendo durante o inverno. Depois de muitos estudos, incluindo recentes análises químicas, as evidências encontradas levam à hipótese de que essas estrias são provavelmente criadas pela ocorrência atual de água salgada, que evapora à medida que ela flui talude abaixo. A fonte dessa salmora ainda não é clara, podendo ser uma condensação da atmosfera marciana ou proveniente de reservatórios em subsuperfície.

blco_diagrama_agua_em_marte

A partir dessas evidências, uma inferência animadora é que se esses fluxos de salmora não forem assim tão salgados, eles poderiam ser capaz de suportar vida microbiana em Marte. A imagem acima mostra a colina dentro da Cratera Horowitz, que foi investigada pelos instrumentos CRISM e HiRISE a bordo da sonda Mars Reconnaissance Orbiter que estuda o planeta Marte desde o ano de 2006. Abaixo você encontra o vídeo do meu canal o Space Today TV onde debato, apresento e discuto tudo sobre essa descoberta realizada pelos cientistas da NASA.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap150930.html

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários