Direto do Observatório Lunar Vaz Tolentino: A Superlua de 6 de Maio de 2012

LUA Cheia muito próxima do Perigeu em 06/05/2012; 0h:35m (veja outras fotos nas informações). (autor: Tolentino)

Hoje, 06 de maio de 2012, a Lua atingiu o perigeu às 0h33m e chegou à fase Cheia às 0h35m. A ocorrência da Lua Cheia de hoje, bem próxima ao perigeu, é chamada de “Super Lua” (termo criado pelo astrólogo Richard Nolle em 1979). Ela ficou 14% maior e 30% mais brilhante do que todas as outras Luas Cheias de 2012. Também houve grande influência nas marés.

Enquanto a Terra e a Lua se movem em torno do Sol com um movimento conhecido como translação, a Lua também executa sua órbita elíptica ao redor da Terra, chamado de revolução. A velocidade orbital média da Lua em torno da Terra é de 3.681 Km/h ou 1.023 Km/s. Isto faz com que a Lua, ao longo dessa trajetória elíptica, atinja um ponto mais próximo de nosso planeta, conhecido como perigeu, a cerca de 356.400 Km e um mais distante, conhecido como apogeu, a cerca de 406.700 Km da Terra (50.300 Km de diferença). Perto do perigeu a Lua se move um pouco mais rápido do que noapogeu.

Além disso, enquanto a Lua desenvolve sua revolução ao redor da Terra, ela também executa outro movimento chamado de rotação, que consiste num giro em torno de seu próprio eixo.

Abaixo, fotografamos os dois telescópios usados para executar as fotos da Lua Cheia no perigeu. A câmera utilizada foi a ORION StarShoot Solar System Color Imaging III.

Telescópio preto: Refrator Apocromático dubleto ORION EON 80mm (3,2”), 500mm de distância focal, razão focal f/6,25, com montagem Alt-Azimutal Vixen Porta II. 

Telescópio branco: Refrator Apocromático Tripleto MEADE Series 5000 80mm (3,2”), 480mm de distância focal, razão focal f/6, com montagem Alt-Azimutal SkyWatcher AZ4.

A foto abaixo (Lua Cheia em 06/05/2012; 0h35m) foi executada pelo telescópio ORION EON 80mm ED APO. Foto de apenas 1 frame com 50X de aumento (norte para cima).

A foto abaixo (Lua Cheia em 06/05/2012, 0h48m) foi executada pelo telescópio MEADE Series 5000 80mm APO Tripleto.  Foto de apenas 1 frame com 48X de aumento (norte para cima). 

As Luas Cheias variam de tamanho por causa de sua órbita elíptica. O trajeto elíptico tem um lado (chamado perigeu) cerca de 50 mil km mais perto da Terra do que o outro lado (chamado apogeu).

A distância média desta trajetória elíptica, ou seja, a distância média da Terra-Lua é cerca de 384.401 Km (esta distância é aproximadamente 30 vezes o diâmetro da Terra, que é 12 756,2 km) e a luz leva cerca de 1,3 segundos para viajar da Lua até a Terra.

O intervalo de tempo entre duas fases sucessivas de Lua nova é chamado de lunação, mês sinódico, mês lunar,revolução sinódica ou ainda período sinódico. Este período corresponde a 29 dias, 12 horas, 44 minutos e 2,8 segundos (29,530588 dias). O período “mês sinódico” representa o movimento da Lua no céu em relação ao Sol e às observações das fases da Lua a partir da Terra.

A composição fotográfica abaixo mostra metade da Lua Cheia próxima ao apogeu em 13/10/2011 e a metade da Lua Cheia próxima ao perigeu de 06/05/2012 (norte para cima). As fotos foram executadas pelo mesmo conjunto telescópio / câmera.

Não deixem de visitar na internet o site oficial do Obsservatório Lunar Vaz Tolentino onde é possível encontrar centenas de imagens da Lua além de muitas informações sobre astronomia e ciência em geral. Visitem: www.vaztolentino.com.br

Fonte:

www.vaztolentino.com.br

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.